Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Eurico acha cedo para Andrés Sanchez “sentar na janela” da CBF

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

A atual guerra política pela presidência da Confederação Brasileira de Futebol não empolga Eurico Miranda. Enquanto retoma seu espaço nos bastidores do Vasco, o ex-presidente cruz-maltino não considera os atuais postulantes ao cargo na CBF preparados para o posto, apesar de elogiar o ex-mandatário corintiano Andrés Sanchez.

“Sou amigo do Andrés, mas ele tem um caminho pela frente. Parodiando o grande filósofo cearense Romário, você não pode querer sentar logo na janela. Ele chegou há pouco. Foi um excelente homem no Corinthians, administrou muito bem o clube, mas a CBF tem de ser geral, e não específica para São Paulo e Rio. Isso aqui é um País continental”, afirmou, brincando ao se referir ao Baixinho.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Eurico Miranda afirma que, se tivesse direito a votar na CBF, não saberia qual seria seu candidato
Sanchez é apontado como principal nome da oposição da CBF. O outro dirigente especulado entre os opositores é o de Francisco Novelleto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, mas Eurico também não o considera preparado.

“Também não acho. Ele está na ponta do Brasil e não dá para ele saber o que está acontecendo lá”, afirmou, apontando com a mão direita para cima, em referência às regiões Norte e Nordeste.

Presidida atualmente por José Maria Marin, a CBF foi criticada por Eurico Miranda durante o evento nesta segunda-feira, deixando claro que o candidato da situação, Marco Polo Del Nero, também não o atrai. “Se eu tivesse direito a voto, não seria em nenhum desses que estão aí”, afirmou. “Não tenho candidato”, completou.

Apesar de toda a expectativa sobre o pleito para sucessor de Marin, nenhum dos nomes comentados oficializou a candidatura até o momento.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade