Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-presidente do Bahia é derrotado na justiça pela oitava vez seguida

Salvador (BA)

Afastado do cargo desde o início de julho, o ex-presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, ainda não desistiu de retornar ao poder, mas não tem tido sucesso e vem sendo derrotado na justiça tentativa após tentativa. Nesta segunda-feira, a decisão sobre a medida cautelar impetrada na semana passada foi divulgada no Diário Oficial. A desembargadora Vera Lúcia Freire de Carvalho negou o pedido do Guimarães Filho e declarou o processo extinto. Assim, o ex-dirigente continua fora do comando do clube.

Apesar da oitava derrota judicial, o ex-presidente do Esquadrão de Aço insiste e, junto de sua equipe, ingressou também com recurso ordinário. Mas este será julgado em Brasília e somente no próximo ano.

Marcelo Guimarães Filho foi destituído do cargo de presidente do Bahia em julho deste ano após a desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos julgar improcedente o recurso feito pelo ex-dirigente e derrubar a liminar que o mantinha no cargo.

Desde a saída do ex-presidente, o Bahia mudou. Por meio de eleição direta dos sócios do clube, Fernando Schmidt foi eleito presidente. Além disso, o Tricolor passou por auditoria, que analisou o os dezoito meses entre janeiro de 2012 e junho de 2013, período referente ao segundo mandato de Guimarães Filho. Dentre outras coisas, a auditoria detectou apropriação indébita, negociações misteriosas e um rombo nos cofres do clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade