Futebol - ( - Atualizado )

Fla tem interesse em Emerson, mas empresário nega transferência

Rio de Janeiro (SP)

O Flamengo está fazendo uma nova tentativa de contratar Emerson. Essa possibilidade já existiu no meio do ano, quando o atacante negociava a renovação de seu compromisso com o Corinthians, e voltou a ser cogitada em meio ao processo de reformulação do clube do Parque São Jorge.

No Paraguai, o vice-presidente de relações exteriores da agremiação rubro-negra, Plínio Serpa Pinto, falou sobre a negociação e pediu ao atleta que diminua o seu pedido salarial. Mais tarde, o vice-presidente de futebol do Fla, Wallim Vasconcelos, negou o interesse.

O atacante alimentou as especulações publicando uma foto com os filhos acompanhada da mensagem “saudade do RJ”. “Fica a dica”, completou o Sheik, que está de férias em Orlando, mas seu empresário, Reinaldo Pitta, afirmou que o texto nada tinha a ver com uma possível volta ao futebol carioca.

“O Emerson está com os filhos na Disney. Está se distraindo e andando de montanha-russa uma hora dessas. Não está nem pensando nisso”, afirmou o agente à Rádio Globo. “Seria uma indelicadeza da minha parte falar que o Flamengo me procurou. Ninguém procurou a mim ou o Corinthians.”

Divulgação/Agência Corinthians
No Corinthians desde 2011, Emerson diz estar com saudade do Rio de Janeiro (foto: Daniel Augusto Jr.)
O Sheik tinha contrato até o final deste ano. Em julho, em uma difícil negociação concluída às vésperas da decisão da Recopa Sul-americana, firmou-se um novo compromisso, até a metade de 2015. De lá para cá, o atleta irritou boa parte da torcida publicando uma foto de um beijo em um amigo e caiu de rendimento.

O Corinthians não faz questão de mantê-lo. A ideia do clube é renovar um elenco que, após uma série de conquistas importantes, teve um desempenho bastante insatisfatório no segundo semestre. Emerson, Danilo e Douglas estão entre os que podem deixar a equipe.

“Tenho certeza absoluta de que o Corinthians nem pensou em se desfazer do Emerson. Tenho um relacionamento muito bom, gentil e verdadeiro com o Duílio (Monteiro Alves, diretor adjunto de futebol) e com o Edu (Gaspar, gerente de futebol), sempre nos falamos. Nunca foi cogitada essa situação”, assegurou Reinaldo Pitta.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade