Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

"Grêmio é vocacionado para vencer a Libertadores”, diz diretor

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Coube ao Grêmio o chamado “grupo da morte” da Libertadores 2014. O Tricolor Gaúcho foi sorteado na chave com Newell’s Old Boys, o atual campeão colombiano Atlético Nacional e o classificado do confronto entre Nacional-URU e Oriente Petrolero. A chave é considerada a mais equilibrada da etapa de grupos da competição.

“O desafio vai ser grande, é um grupo com grandes equipes, mas o Grêmio é um clube vocacionado para vencer a Libertadores”, disse o diretor de futebol Rui Costa à Rádio Gaúcha, após o sorteio, realizado na sede da Conmebol, em Assunção.

A única destas equipes que o Grêmio ainda não enfrentou na Libertadores é o Newell’s. O Atlético Nacional foi o adversário do time gaúcho na final de 1995. Com uma vitória por 3 a 1 no Olímpico e um empate por 1 a 1 em Medellín, o Grêmio conquistou o bicampeonato continental naquela oportunidade.

O Nacional-URU foi rival gremista em 1998 e 2002. Nas duas oportunidades, o Tricolor eliminou os uruguaios – primeiro nas oitavas, e quatro anos depois nas quartas de final. Já o Oriente Petrolero, caso elimine os uruguaios na pré-Libertadores, também não será uma novidade na vida gremista. Em 2002 e 2011 as equipes se encontraram na fase de grupos. Foram três vitórias dos gaúchos e uma dos bolivianos.

A Libertadores de 2014 será a 15ª que contará com a participação do Grêmio – só o São Paulo, com 16, tem mais Copas disputadas que o time gaúcho. O Tricolor foi campeão em 1983 e 1995, e vice em 1984 e 2007.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade