Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Guaratinguetá corre o risco de não disputar a temporada 2014

Guaratinguetá (SP)

Após o rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Guaratinguetá Futebol Ltda foi colocado em disponibilidade pelo empresário Sony Dauer, dono do clube. O anúncio foi feito pelo presidente Israel Vieira, que agora busca uma nova parceria para manter o clube. O prazo para que alguma nova empresa interessada na gestão se apresente é está sexta-feira.

Se não houver propostas, a diretoria pretende estudar a medida a ser tomada. Caso não consiga uma nova parceria para a temporada de 2014, o Guaratinguetá pode se licenciar e não participar da Série A2 estadual e da terceira divisão nacional.

Segundo o dirigente Israel Vieira, os interessados em assumir a equipe precisarão de três requisitos: arcar com os custos neste mês de dezembro, dar condições financeiras para o clube montar um time competitivo e ser de Guaratinguetá-SP. O atual presidente afirma que a ideia é manter o time na cidade, mas alega que o acordo feito com a prefeitura da cidade não foi cumprido.

“Nós voltamos após terem apresentado um documento de viabilidade e apoio incondicional ao time. No documento, havia 53 empresas que afirmaram dar apoio ao Guará e apenas uma cumpriu. Ainda levamos dois processos da prefeitura nos cobrando aluguel pelo uso do estádio. Os compromissos estão quitados. Não há dívidas, mas levamos um furo enorme”, queixa-se o presidente.

Fundado em 1998, o Guará chegou à elite do futebol paulista em 2007, ano em que conquistou o Toneio do Interior. Na temporada seguinte, chegou à semifinal do Campeonato Paulista após liderar a primeira etapa. A boa fase terminou em 2010, quando o clube foi transferido para Americana-SP. Voltou dois anos depois, mas de lá para cá amargou dois rebaixamentos, sendo um estadual e um nacional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade