Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Hernane sonha com Copa: “Já sei como é marcar em uma final no Maracanã”

Rio de Janeiro (RJ)

Fred, Alexandre Pato, Jô e Robinho. Todos estes jogadores, com carreiras consolidadas no futebol europeu, já foram convocados por Luiz Felipe Scolari para formar o ataque da Seleção Brasileira na preparação visando a Copa do Mundo de 2014. Longe dos holofotes e da ‘grife’ ostentada pelos quatro, o ‘Brocador’ Hernane carregou o Flamengo ao título da Copa do Brasil e tornou-se o maior artilheiro do novo Maracanã. Por causa disto, o centroavante rubro-negro já pede uma chance na equipe verde e amarela que disputará o Mundial do ano que vem.

“O Maracanã é a casa do Hernane”, disse o jogador, colocando-se na terceira pessoa, logo após o lançamento da Brazuca, a bola da Copa do Mundo de 2014. E é exatamente o lendário estádio que sustenta o desejo do atacante por participar do maior torneio de futebol do planeta. Em 17 partidas, ele tem 17 gols no Maracanã, palco da grade decisão da Copa. Na última quarta-feira, aliás, o Brocador anotou um dos dois tentos da vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR, que garantiu o título da Copa do Brasil dentro de casa.

“O jogador tem de pensar sempre em grandes momentos. Estou trabalhando e, se eu for convocado para a Copa do Mundo, vou ficar muito feliz. Pelo menos já sei o que é marcar um gol em uma final no novo Maracanã”, brincou o carismático camisa 9 rubro negro, que ainda negou a dar como certa as convocações de Fred e Jô. “Isso quem sabe é o Felipão, mas acho que as vagas ainda estão abertas. Até a Copa, tudo pode acontecer”, declarou, antes de acrescentar: “E estar com essa bola nas mãos é estar um pouquinho na Copa”, sorriu.

Artilheiro do Flamengo no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil, Hernane ainda comentou a felicidade por estar prestes a disputar a Copa Libertadores da América no ano que vem, mas ressaltou que o time rubro-negro precisa contratar mais jogadores para fazer papel bonito na competição internacional. “Vai ser minha primeira Libertadores, e logo com uma equipe do porte do Flamengo. Será uma grande honra. Mas a equipe precisa de reforços, sim”, decretou.

AFP
Entre Cafu e Seedof, Hernane participou do lançamento da Brazuca e pediu uma chance na Seleção Brasileira

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade