Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Investigado por manipulação de resultados, Gattuso tem casa invadida

Cremona (Itália)

Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, o ex-volante Gennaro Gattuso, campeão mundial pela Itália em 2006, teve sua casa invadida pela polícia na manhã desta terça-feira em investigação sobre manipulação de resultados. A operação realizada durante a madrugada contou com outras invasões e prendeu quatro pessoas, que segundo a procuradoria da província de Cremona seriam intermediários entre jogadores e apostadores. O meio-campista Cristian Brocchi, ex-jogador da Lazio, também é investigado e teve sua casa invadida.

O procurador de Cremona, Roberto Di Martino, confirma à agência Associated Press que os ex-jogadores são investigados por participação em uma rede responsável por fraudar resultados durante a temporada 2010/11, quando Gattuso e Brocchi ainda atuavam por Milan e Lazio, respectivamente. O procurador ainda afirma que os italianos podem ser acusados de conspiração criminosa e fraude desportiva porque foram associados ao processo ao serem ouvidos em escutas.

Ainda de acordo com a procuradoria, houve tentativa de manipular resultados de 58 partidas da primeira e da segunda divisão italiana. Destas, 53 são referentes à temporada 2012/13. Além disso, a investigação ainda dá atenção a três partidas do Milan, realizados em 2011 contra Lazio, Juventus e Inter; o duelo entre Juventus e Lazio do ano passado; e o confronto entre Palermo e Internazionale realizado neste ano. 

A ação da polícia italiana realizada nesta terça-feira é mais um capítulo da megaoperação batizada de "Calcioscommese" ("apostas de futebol", em tradução livre), que investiga apostas ilegais e já resultou na prisão de mais de 50 pessoas ao descobrir escândalos de combinação de resultados.

O arranjo de resultados não é novidade na Itália. Este é pelo menos o quarto escândalo do futebol do país que gira em torno de fraude de placares. Em 1927, por exemplo, o Torino foi campeão subornando adversários. Na década de 80, outros dois casos de venda de resultados foram descobertos. O caso mais recente, ocorrido em 2006, envolveu Juventus, Milan, Fiorentina, Lazio e Reggina, que foram acusados de fraudar placares de jogos selecionando árbitros que lhes seriam favoráveis.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade