Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Jheimy expõe trauma e analisa desempenho do Oeste na Série B

Marcos Vieira Itápolis (SP)

Em seu primeiro ano disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, o Oeste, clube da cidade de Itápolis (SP), garantiu sua permanência sem sustos. Com uma campanha de 11 vitórias, 13 empates e 14 derrotas, totalizando 46 pontos, o Rubrão chegou à última rodada sem chances de queda, e arrancou um empate, em Recife (PE), diante do América-RN, por 2 a 2. Sobre tal campanha, o centroavante Jheimy, autor de cinco gols na competição, lembrou a entrada violenta do zagueiro Bruno Perone, do Icasa, que lhe rendeu uma placa de metal no rosto, e aproveitou para fazer uma análise do desempenho do clube na temporada.

“Se eu falar que não fiquei traumatizado com o lance estarei mentindo. A pancada foi muito forte. Depois disto, guardo comigo um receio: não de cabecear, mas de dividir a bola. Centroavante vive de gols e preciso continuar usando a cabeça. Claro que isso me atrapalhou, mas estou lutando para que tudo volte ao normal”, declarou o jogador, que sofreu o lance violento no dia 16 de julho de 2013. Na ocasião, o Oeste venceu o time da casa, no estádio Mauro Sampaio, em Juazeiro do Norte (CE), pelo placar de 3 a 0. Após sofrer a entrada, Jheimy, desacordado, deixou imediatamente o campo, para a entrada de Bruno Nunes.

Deixando de lado o fatídico episódio, que o tirou de combate por mais de um mês, o centroavante mostrou satisfação com o desempenho da equipe na competição, mesmo com as trocas constantes na direção e formação tática: “Foi uma temporada boa para nós, lembrando que é nosso primeiro ano na Série B. Só não fomos adiante por causa das mudanças. Sofremos com a alteração no comando, esquema e elenco. Em 2011, quando disputei o acesso à elite com o Boa Esporte, até a última rodada, nosso diferencial era ter um plantel uniforme. A base do Nêdo Xavier (técnico do clube na época) era a mesma. Neste ano, conseguimos permanecer através da luta dos nossos companheiros, que também mostraram muita qualidade”, ressaltou o centroavante.

Adiante, Jheimy lembrou uma partida em especial: a vitória por 4 a 1 sobre o América-RN, em Itápolis, válida pela 19ª rodada, quando foi às redes duas vezes: “Aquele resultado foi muito importante, pois nos afastou de vez do rebaixamento. Claro que toda vez que marcamos um gol é importante, mas este jogo teve um gosto especial. Os três pontos conquistados nos deram muita tranquilidade para seguir bem na competição”, expôs.

Por fim, o atleta revelou que a base do clube será mantida, e projetou uma equipe forte em 2014: “Pelo que sei, muitas peças importantes vão ficar. Isso já vai nos deixar à frente das outras equipes, pois temos um bom planejamento para o Campeonato Paulista. Achei o calendário estranho, com menos datas, mas a correria é a mesma. O número de partidas diminui, mas a responsabilidade segue igual. Diferentemente deste ano, vamos lutar por cima no Paulistão, e não contra o rebaixamento”, completou.

O próximo compromisso do Oeste será no dia 19 de janeiro, em Itápolis, diante do Penapolense, no estádio dos Amaros, válido pela rodada inaugural do Campeonato Paulista. O Rubrão está no Grupo D, ao lado de Bragantino, Mogi Mirim, Palmeiras e Rio Claro.

*Especial para a GEnet

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade