Futebol/Mercado - ( )

Jogadores que já trabalharam com Muricy são alvos são-paulinos

Tossiro Neto São Paulo (SP)

A lista de reforços que Muricy Ramalho entregou à diretoria do São Paulo tem não apenas destaques da temporada - como o volante Bruno Henrique, que defendeu a Portuguesa -, mas também jogadores que já atuaram recentemente sob seu comando em outros clubes.

"Tem de tudo, e têm jogadores que já trabalharam comigo, sim. Não é minha linha levar jogadores para onde eu vou, mas é que esses são bons jogadores. Por isso, a indicação", disse o treinador, na terça-feira, durante a gravação da 10ª edição do Troféu Mesa Redonda, a qual irá ao ar na TV Gazeta no domingo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Até agora, porém, apenas um jogador foi contratado
Muricy não confirma nomes, até para não inflacionar eventuais negócios, mas alguns começam a ser especulados. Em especial os daqueles que foram seus atletas no Santos (no qual trabalhou de 2011 a 2013) e no Fluminense (2010 a 2011), equipes que não terão diferenciais sobre o São Paulo na próxima temporada.

Enquanto o time da Vila Belmiro também não se classificou para a próxima edição da Copa Libertadores, o Fluminense foi rebaixado para a segunda divisão. Assim, Muricy espera convencer velhos conhecidos de que ele prepara um bom planejamento para 2014, a exemplo dos anos em que foi tricampeão brasileiro.

"O São Paulo ainda é um clube que agrada ao jogador no que diz respeito a estrutura e agora também com a permanência do Rogério Ceni, e a minha permanência também. Os jogadores se animam para jogar no São Paulo porque sabem que, no ano que vem, vai ser muito forte, vamos em busca de títulos novamente", acrescentou.

Até o momento, porém, a única contratação do clube foi Luis Ricardo, lateral direito de 30 anos que atuou até domingo pela Portuguesa. O jogador nunca trabalhou com Muricy e nem tem perfil de campeão, como o que ele exigiu aos dirigentes. Seu ponto forte, na opinião do treinador, é poder realizar mais de uma função em campo.

"É um jogador que estamos observando há muito tempo e ficamos contentes que vai começar conosco. É um grande jogador, que atua em posições diferentes, o que hoje é importante. Pela parte econômica, não tem como contratar vários jogadores. Então, às vezes você contrata um para jogar em duas ou três posições. É o caso dele", concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade