Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Laor aprova contratações e nega interferência nas decisões santistas

São Paulo (SP)

Licenciado da presidência do Santos por motivos de saúde desde agosto, quando delegou a função ao vice-presidente, Odílio Rodrigues, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro aprovou as contratações feitas para a próxima temporada. Até agora, o Peixe anunciou o técnico Oswaldo de Oliveira e o atacante Leandro Damião.

“O Santos já tem uma base muito boa de meninos, que nas últimas partidas do Brasileiro mostraram seu potencial. Com esses reforços, teremos uma equipe muito competitiva no ano que vem. O Oswaldo é ponderado, inteligente, vencedor. Estou muito esperançoso para 2014”, disse Laor em entrevista à Rádio Globo.

Luis Álvaro negou que exerça algum tipo de interferência na gestão de Odílio Rodrigues, alegando que isso seria “deselegante” e “antiético”.

“Se eu me licenciei, ele (Odílio) tem que assumir as responsabilidades. É muito desagradável alguém que está de fora ficar dando palpite. Falo com o Odílio constantemente. Ele pergunta sobre a minha saúde, mas não falamos sobre casos objetivos do Santos”, garantiu.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Frágil saúde de Laor é resultado de um infarto e algumas complicações pulmonares sofridas em 2012
Laor se disse surpreendido por sua rápida recuperação. O presidente santista contou que ficou quatro meses sem poder sair de casa, tendo de obedecer a restrições alimentares e tomar medicamentos.

“A resposta que eu tenho dado invariavelmente (aos que perguntam sobre a volta à presidência do Santos) é: quando minhas condições de saúde e meus médicos permitirem. Em janeiro já estarei liberado para dirigir meu carro em viagens. Todos os dias faço fisioterapia no Albert Einstein, em São Paulo. Essa é a minha prioridade absoluta. Quando a fisioterapia puder ser feita mais espaçadamente, talvez eu possa pensar em voltar”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade