Futebol/Mercado - ( )

Luis Felipe se irrita com Nobre: "Não estão falando com qualquer um"

William Correia e Bruno Grossi * São Paulo (SP)

Em negociação para antecipar sua saída do Palmeiras e acertar com o Benfica, Luis Felipe está profundamente chateado com a diretoria do clube. O jogador, que tenta se aproveitar de erro na digitação do novo contrato com o Verdão, acredita que não foi respeitado como deveria pelo presidente Paulo Nobre.

“Teve uma proposta bem legal, conversei com o Palmeiras e com o presidente e falaram que eu era um menino imaturo, que não precisava disso. É necessária uma conversa severa, estão falando com um jogador, não estão tratando com qualquer um”, disse o lateral direito.

O lateral se irritou principalmente com declarações do mandatário à rádio Mondo Verde, na qual promete não facilitar a liberação de Luis Felipe dizendo que “caráter não se compra, ou você tem ou você não tem, e o Palmeiras não pode ser deixado para trás”.

“Escutei algumas coisas que eles falaram até da boca deles. Fico magoado, estou desde 2007 no Palmeiras. Escutar que ‘não precisava disso’ é difícil. Não é só salário que está dificultando, é muito mais coisa”, comentou Luis Felipe, argumentando que não vale a pena mantê-lo até o fim de seu contrato, em março. “Não tem vantagem me segurar. Se tiver que ficar, fico, mas seriam três meses só treinando.”

Gilson Kleina já chegou a confirmar a ida de Luis Felipe ao Benfica e o jogador não esconde sua vontade de ir logo para Portugal. “Ainda está ocorrendo a negociação com o Benfica e tem muita coisa para rolar. Não está nada definido. Fora o Benfica, não tem mais nada. Só especulação. Isso de Corinthians é mentira”, assegurou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Lateral não gostou de ser considerado imaturo por se aproveitar de erro no contrato e negociar com Benfica
O desentendimento entre Palmeiras e Luis Felipe começou em junho, quando o lateral de 22 anos, vindo de empréstimo do Penapolense ouviu da diretoria que seria reserva de Luis Ricardo, com quem o clube negociava, e aceitou que seu salário aumentasse de R$ 20 mil para R$ 25 mil, com prorrogação do vínculo até dezembro de 2014.

Mas o novo contrato tinha um erro de digitação, com seu fim para dezembro de 2013, o que o invalidava. Quando a diretoria quis que Luis Felipe assinasse um documento correto, ele já era titular, se destacava e tinha recebido uma oferta para receber cerca de R$ 100 mil do Benfica. Seus empresários exigiram uma renegociação, rompendo de vez com o Palmeiras.

Por conta da situação, Luis Felipe ficou fora das cinco últimas rodadas da Série B. “Teve uma conversa honesta entre todos e achamos melhor assim. Qualquer partida empatada a torcida achava que eu não estava correndo porque estava vendido, mas não estou vendido, estava em processo de renovação como todos os jogadores. Foi melhor deixar para lá, ainda mais que tinha contusão”, explicou o lateral.

*especial para a GE.net

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade