Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Mancini revela discussão com Petraglia após vice da Copa do Brasil

Curitiba (PR)

No último sábado, a diretoria do Atlético-PR surpreendeu ao dispensar Vagner Mancini do posto de treinador. Dois dias depois, o técnico resolveu se pronunciar e revelou um ambiente conturbado com o presidente Mário Celso Petraglia, principalmente após a derrota para o Flamengo na decisão da Copa do Brasil.

A convivência lá te leva a ter alguns atritos. Após a perda do título no Maracanã, houve um manifesto do presidente no vestiário e eu também falei aquilo que pensava. Deve ter pesado e muito isso. Houve uma cobrança forte por parte do presidente sobre todos nós e eu, educadamente, falei o que achava, que iríamos buscar a vaga na Libertadores E foi o que aconteceu”, declarou Mancini à Rádio Brasil.

O ex-comandante do Furacão sabe que a postura firme diante das críticas pode sim ter resultado em sua saída do clube mesmo após um ano de resultados expressivos. Mancini, no entanto, não deixou de se mostrar surpreso com as consequências, já que via o assunto como encerrado com a vaga na Libertadores.

Dois seres humanos inteligentes têm o direito de discordar, desde que com educação. Minha personalidade não é de ficar quieto e ir embora. Aconteceu, sim, uma coisa que possa ter gerado um desgaste. Em função disso, talvez ele tenha pensado em mudanças. Na minha cabeça já era uma coisa superada, tanto que seguimos no campeonato”, afirmou.

O Atlético-PR estreia na Libertadores no dia 29 de janeiro em Lima, no Peru. A partida contra o Sportin Cristal na fase preliminar do torneio continental está marcada para as 22 horas (de Brasília). Para poupar os titulares, no Campeonato Paranaense o clube mandará a campo o time sub-23, que será treinado pelo ex-jogador sérvio Dejan Petkovic.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade