Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ney da Matta retorna ao Boa almejando repetir o sucesso de 2008

Marcos Vieira, especial para a GEnet São Paulo (SP)

No ano de 2008, o Campeonato Brasileiro da Série C reuniu 63 equipes, que brigavam por quatro vagas no segundo estágio do futebol brasileiro. Neste contexto, as vinte primeiras equipes garantiriam vaga na próxima edição da Terceira Divisão, já que a ideia da Série D já tinha sido aprovada pela CBF, visando a diminuição da carga excessiva de clubes por campeonato. Com o décimo lugar conquistado nesta edição, o técnico Ney da Matta deixou o Ituiutaba-MG, atual Boa Esporte, neste patamar. Agora, o comandante está de volta ao clube, que migrou do Triângulo Mineiro para Varginha, com uma proposta bem mais complexa: disputar a elite estadual e a Série B nacional.

“A expectativa de voltar a trabalhar na equipe é das melhores. O bom trabalho realizado aqui em 2008 me faz ter uma tranquilidade maior para trabalhar. Penso em trilhar um grande retrospecto nesta nova etapa da minha vida, já que possuo o aval dos diretores e a compreensão do elenco”, sintetizou o novo comandante.

Adiante, Ney da Matta exaltou o técnico Nêdo Xavier e expressou que manterá a base deixada pelo ex-comandante tricolor: “A ideia é dar sequência a tudo que o Nêdo fez. Foi um trabalho de sucesso. Claro que vou implementar o meu modo de trabalhar e agir, mas a proposta de vencer e levar o Boa Esporte a patamares superiores é comum a nós dois”, explicou.

Responsável por levar o Ipatinga, clube de sua cidade natal, para o Campeonato Brasileiro da Série B, em 2011, o técnico explicou a metodologia empregada no trabalho de sucesso e traçou um panorama sobre o futebol mineiro: “Naquele ano, afastamos todo tipo de vaidade e tornamos o Ipatinga a nossa maior prioridade. Futebol é jogado coletivamente e o grupo entendeu isso. Essa é a ideia que vou levar pro Boa Esporte. Sei que o futebol mineiro é muito técnico, mas vamos precisar de força física e velocidade para alcançarmos nossos objetivos”, expôs.

Por fim, o comandante ressaltou a demanda por reforços e sua aspiração para a disputa do Campeonato Mineiro: “Já indiquei nomes para a diretoria e espero que o acerto ocorra, pois eles possuem um bom nível técnico. Sabemos que vamos encontrar dificuldades, pois o nível do torneio é alto, mas tentaremos surpreender. Lutaremos pela vaga no quadrangular final para, quem sabe, levantar a taça”, completou.

O Boa Esporte estreia no Campeonato Mineiro no dia 26 de janeiro, domingo, diante do Villa Nova, de Nova Lima, no estádio Prefeito Dilzon Melo, em Varginha.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade