Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Operação policial prende envolvidos na briga da Arena Joinville

Joinville (SC)

Depois da briga que manchou o final do Campeonato Brasileiro, no duelo entre Atlético-PR e Vasco, na Arena Joinville, as atitudes esperadas começaram a ser tomadas. Na madrugada desta quinta-feira, as Polícias Civis de Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro iniciaram a operação Cartão Vermelho, que tem como objetivo prender os envolvidos na pancadaria.

De acordo com o Diário Catarinense, 12 pessoas foram presas até as 10 horas da manhã. Desses, nove foram presos em Curitiba, um no Rio de Janeiro, um em Joinville e um em Blumenau. Ato total, são esperados 28 mandados de prisão, sendo 19 deles contra torcedores do Atlético-PR.

Entre esses mandados está o de Juliano Borghetti, ex-vereador de Curitiba. Apesar das informações de que ele não foi encontrado, Borghetti já se manifestou afirmando que prestará depoimentos.

Além da punição aos envolvidos diretamente com a briga, os dois clubes foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Por ser a equipe mandante do confronto, os atleticanos tiveram uma punição maior e perderão 12 mandos de campo, terão portões fechados em seis deles e ainda pagarão uma multa de R$ 140 mil. Enquanto isso, o Vasco foi punido com a perda de oito mandos, quatro com portões fechados, mais a multa de R$ 80 mil.

A diretoria do Atlético-PR irá recorrer para tentar diminuir a pena e o julgamento será realizado no dia 27 de dezembro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade