Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Pentacampeões pedem que Bom Senso não pense apenas na elite do futebol

Costa do Sauípe (BA)

Presentes na Costa do Sauípe para acompanhar o sorteio da Copa do Mundo de 2014, que acontece na tarde desta sexta-feira, os pentacampeões Ronaldo e Cafu comentaram a atuação do movimento Bom Senso em evento realizado nesta quinta. Na opinião do Fenômeno, o Bom Senso precisa estender suas reivindicações para beneficiar atletas menos favorecidos.

"O Bom Senso reclama coisas em que os jogadores eram pouco representados. Mas vejo apenas como o princípio de um grande debate. O grupo tem suas prioridades, mas essa é uma questão para ser discutida mais amplamente. Estou aqui ao lado da Marta. O Bom Senso ainda não falou nada sobre o futebol feminino, sobre os jogadores do passado. Muitos deles se encontram em dificuldades financeiras, não têm plano de saúde. Muita coisa precisa ser alterada", disse Ronaldo, membro do COL (Comitê Organizador Local).

Também presente, o ex-lateral direito Cafu se mostrou favorável ao movimento, mas, assim como Ronaldo, fez algumas ressalvas.

"É um movimento importante, porque a gente tem um calendário com muitos jogos. Mas ninguém pensou ainda no que faríamos com os campeonatos estaduais. E o pessoal das séries C e D, alguém está pensando neles? O pessoal do Bom Senso tem que ter bom senso e pensar direitinho nisso", declarou o capitão do Brasil na conquista do pentacampeonato mundial, em 2002.

Pleiteando algumas mudanças no futebol brasileiro, como a redução do número de partidas no ano e o aumento do período de férias e pré-temporada, o Bom Senso foi criado em outubro e conta com a participação de atletas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Para chamar a atenção da CBF, o movimento vem organizando protestos antes do início dos jogos do Brasileirão.

Nelson Almeida/AFP
Carlos Alberto Torres, Ronaldo, Amarildo, Bebeto, Zagallo e Marta posam para foto na Costa do Sauípe

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade