Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Prefeitura de Campinas homenageia Ponte e exalta vinda de Portugal

Campinas (SP)

O ano de 2013 terminou de forma trágica para a Ponte Preta. Rebaixada à Série B do Campeonato Brasileiro e derrotada na final da Copa Sul-americana, a Macaca não conseguiu cumprir os objetivos traçados no início da temporada, mas não impediu que a prefeitura de Campinas homenageasse o clube pela bela campanha no torneio internacional.

Uma placa foi entregue pelo prefeito Jonas Donizette ao presidente Márcio Della Volpe com os dizeres: “Mais do que nunca, orgulho de nossa terra, como diz o hino do clube. Os nossos cumprimentos pela grandiosa campanha na Copa Sul Americana e o agradecimento por levar o nome de Campinas aos quatro cantos da América e também do mundo”.

Apesar da divisão das torcidas e da rivalidade intensa com o Guarani, o prefeito garantiu que toda a cidade esteve ao lado da Ponte nas finais contra o Lanús e afirmou que a derrota na Argentina não apagou as classificações históricas diante do Vélez Sarsfield e do São Paulo, com direito a vitórias em José Amalfitani e no Morumbi.

“Não atingimos o que queríamos, mas é bom ter o trabalho reconhecido. Não conquistamos um título, mas conseguimos elevar o nome da cidade e do clube no cenário mundial e isso foi muito importante. Isso vai ficar marcado para o resto da minha vida”, exaltou o goleiro Roberto, um dos símbolos da campanha e que recentemente renovou contrato com a Macaca.

PontePress/Guilherme Dorigatti
Márcio Della Volpe foi presenteado pelo prefeito Jonas Donizette com uma placa comemorativa
Della Volpe também lamentou o cenário por trás da homenagem da prefeitura, principalmente por frustrar a torcida ponte-pretana. “Queríamos ter trazido o título, andar de carro de bombeiros e trazer a medalha de campeão para cá. Infelizmente não deu, mas isso faz parte do futebol, faz parte do jogo e essa homenagem que estamos recebendo é maravilhosa”, valorizou.

Além do trabalho dentro de campo, o encontro na sede da prefeitura serviu para comemorar a oficialização de Campinas como sede de Portugal durante a Copa do Mundo. O acordo foi selado na última terça-feira e deixou Jonas empolgado para receber o astro Cristiano Ronaldo e seus companheiros na próxima temporada.

“É claro que vamos torcer pelo Brasil, mas Campinas tem que ser realmente a casa de Portugal. Vamos desenvolver campanhas como espalhar bandeiras pela cidade para que eles sejam muito bem recebidos aqui. Quando uma seleção escolhe uma sede, traz todo um interesse de que vão alavancar a economia do município”, justificou.

O mandatário da Ponte preferiu exaltar a estrutura oferecida pelo clube: “É uma alegria muito grande para nós, vai engrandecer o nome de Campinas e elevar ainda mais o nome da Ponte Preta. Campinas mostrou um trabalho em equipe unindo a facilidade de Viracopos, o hotel The Royal Palm Plaza e a boa estrutura da Ponte Preta”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade