Futebol/Bastidores - ( )

Presidente critica peso, mas espera investidor para manter Walter

Goiânia (GO)

A relação conturbada entre Sérgio Rassi e Walter ganhou mais um capítulo. Aclamado presidente do clube na última sexta-feira, o dirigente elogiou o futebol do centroavante e afirmou que espera a ajuda de investidores para mantê-lo no elenco. Rassi, entretanto, não poupou o artilheiro das críticas devido aos quilos a mais.

“Atribuo a ele o sucesso que tivemos. Sem o Walter éramos um time comum, com o Walter um time diferenciado. Mas quando mais precisamos, ele não correspondeu pelas lesões. Se tivesse menos peso se cuidado melhor, isso não teria acontecido. É um baita jogador, grande profissional, mas eu acho que ele deve levar mais a sério a questão física”, atacou o mandatário ao Portal 730.

Apesar das críticas, Rassi garante que deseja manter Walter no Serra Dourada em 2014. Depois de propor à torcida que realizasse uma “vaquinha” para contratar o jogador em definitivo junto ao Porto, o presidente agora pede a investidores que ajudem o Esmeraldino nas negociações. A multa para tirá-lo do time português, porém, não será o único obstáculo.

“Não pretendo pagar a nenhum jogador do Goiás mais do que dois dígitos, ou seja, não vou pagar mais que R$ 99 mil de salário. Não temos condições para isso. O salário do Walter ultrapassa isso por mérito dele, mas se não tivermos um parceiro para essa negociação, será impossível concretizá-la”, alertou o sucessor de João Bosco Luz.

A postura cautelosa em relação à situação financeira do clube tem foi explicada por Rassi: “Tivemos muitas despesas com premiações, com 13º salário, com 23 rescisões contratuais. Isso onera bastante o clube. O Walter pode ficar tranquilo que todos os jogadores que tiverem alguma coisa a receber do Goiás receberão”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade