Futebol/Bastidores - ( )

Presidente do Sevilla renuncia ao cargo após ser condenado à prisão

Sevilha (Espanha)

A crise interna do Sevilla ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Menos de uma semana após ser denunciado e considerado culpado pelos crimes de corrupção e peculato, José María del Nildo renunciou à presidência do clube. O ex-mandatário foi condenado a sete anos de prisão e decidiu se desligar do cargo.

“O dia que nunca acreditei que chegaria chegou”, declarou Nildo, depois de jurar à torcida do Sevilla que é inocente de todas as acusações. Em 2011, o ex-mandatário já havia sido indiciado por um tribunal de menor instância, mas com a ação da Suprema Corte de Madri não houve escapatória para o dirigente do clube andaluz.

A princípio, o vice José Castro assume a presidência de forma interina. No dia 17 de dezembro, os acionistas que administram o Sevilla se reunirão para decidir quem sucederá Nildo à frente do clube. O condenado assumiu o comando como acionista majoritário e se transformou em um dos principais presidentes da história do time rojiblancos.

Contando com nomes como Daniel Alves Adriano (ambos no Barcelona), Renato (Botafogo), Julio Baptista (Cruzeiro) e Luis Fabiano (São Paulo), Nildo presidiu o Sevilla nas conquistas de duas Copas da Uefa (2005/2006 e 2006/2007) e de duas Copas do Rei (2006/07 e 2009/10).

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade