Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Renan Oliveira exalta trabalho do auxiliar: "Tem nossa confiança"

Goiânia (GO)

Submetido a uma cirurgia no coração, o técnico do Goiás, Enderson Moreira, não estará à frente da equipe esmeraldina na última rodada da competição, diante do Santos, às 17 horas (de Brasília), no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Assim, os goianos serão comandados pelo auxiliar Luís Fernando Flores, que mostrou ter a confiança do elenco, nas palavras do meia Renan Oliveira.

“Sabemos que o Enderson esteve conosco durante todo o ano, mas confiamos no Luís (Fernando). É um auxiliar que tem a nossa confiança, e também a do próprio Enderson. Porém, é uma semana de decisão e detalhe é importante para a partida. Chegamos na última rodada com chance de classificar para a Libertadores e temos que ter uma concentração ainda maior. É o jogo do ano e só nos interessa a vitória”, sintetizou o meia.

Adiante, o jogador, emprestado pelo Atlético-MG ao Goiás, deixou em aberto sua permanência no Esmeraldino: “Ainda não decidi nada, pois tenho essa última partida. Mas tempo não vai faltar, já que no mês de dezembro ficamos praticamente por conta de decidir essas questões contratuais. Gostei muito de jogar pelo Goiás e, logicamente, se o time classificar para a Libertadores, o desejo de ficar é ainda maior. Disputá-la pelo clube iria acrescentar muito na minha carreira e também de outros jogadores. Tenho essa vontade, mas não depende só da gente”, explicou.

Detentor do quarto posto, com 59 pontos somados, o Goiás não depende apenas de si para figurar na competição internacional em 2014. Caso a Ponte Preta conquiste a Copa Sul-americana, diante do Lanús-ARG, apenas os três primeiros classificados terão a vaga para a Libertadores. Portanto, se não assumirem a terceira posição, os goianos precisam torcer contra a equipe campineira na decisão, em solo argentino.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade