Futebol/Bastidores - ( )

Ribéry mostra indiferença sobre eleição de melhor do mundo da Fifa

Doha (Catar)

Se Cristiano Ronaldo não mediu as palavras para dizer que merecia ter faturado todos os prêmios de melhor jogador do mundo nos últimos anos, Franck Ribéry mostrou comportamento completamente oposto. Finalista ao lado do português e de Lionel Messi, a estrela do Bayern de Munique garantiu não se preocupar com a Bola de Ouro.

“Se ganhar ou não, continuarei feliz. É uma satisfação estar no trio de finalistas. Este ano, ganhamos tudo com o Bayern e acredito que contribuí bastante. Veremos o que vai acontecer em 13 de janeiro. O importante é poder continuar o ano que vem com essa sequência de êxitos ao lado de minha equipe”, declarou o francês.

Em meados de janeiro, a Fifa irá organizar a tradicional cerimônia de gala para nomear os melhores jogadores do mundo no futebol masculino e feminino. A festa, feita em parceria com a revista France Football, também elegerá a seleção do ano e o autor do gol mais bonito com o prêmio Puskas, que tem Neymar entre os concorrentes.

Em 2013, Ribéry não conquistou apenas uma competição que disputou com as cores do Bayern de Munique. Os bávaros faturaram a Liga dos Campeões e a Supercopa Europeia, o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha e o Mundial de Clubes. Apenas a Supercopa da Alemanha ficou nas mãos do Borussia Dortmund.

O sucesso absoluto no ano, entretanto, não faz com que o time comandado por Pep Guardiola diminua o ritmo em 2014: “O segredo é que aproveitamos o jogo. Somos como uma grande família. Por isso acho que o Bayern é o clube mais forte do mundo”

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade