Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ricardo Berna se revolta com a primeira expulsão da carreira

São Lourenço da Mata (PE)

O rebaixado Náutico se despediu da Série A do Campeonato Brasileiro com vitória. Havia ao menos um jogador do time pernambucano, no entanto, com motivo para ainda estar irritado após o 1 a 0 sobre o Corinthians da noite deste sábado, na Arena Pernambuco.

Advertido com um cartão amarelo por demorar a repor a bola em jogo em cobrança de falta, no segundo tempo, o goleiro Ricardo Berna aplaudiu ironicamente o árbitro Elmo Resende Alves Cunha e acabou expulso pela primeira vez na carreira.

“Quase tomei uma cotovelada na saída de bola. Fui conversar com o zagueiro (Cleber, do Corinthians), para falar que não precisava disso. Ele foi ignorante e me xingou. Aí, o meu colega tomou as dores e foi reclamar. O árbitro me deu cartão amarelo. Bati palmas, e ele me expulsou”, comentou Berna, revoltado.

O goleiro recorreu ao seu histórico de profissional disciplinado para continuar a protestar. “Tenho 35 anos de idade e 20 de carreira. Foi a minha primeira expulsão. A gente tem que dar parabéns a esse senhor, fazer um quadro para ele”, esbravejou, irônico, Ricardo Berna.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade