Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Sampaoli: "Valdivia é determinante no Chile como Messi na Argentina"

Santiago (Chile)

Valdivia não está garantido na Copa do Mundo porque, nas palavras de Jorge Sampaoli, tem apresentado uma condição física inadequada para ser convocado. O técnico do Chile já lamenta caso o jogador do Palmeiras realmente não possa estar na competição. Ele cita Messi, melhor jogador do mundo nas eleições da Fifa desde 2009, para apontar a importância do meia.

“Para o futebol que implementamos, o Valdivia é determinante, pois é alguém que se destaca, como o Messi na Argentina, o Cristiano Ronaldo em Portugal ou o Ribéry na França. Precisamos dele na melhor forma”, disse Sampaoli à Fifa.

Embora fã, o técnico não esconde sua apreensão com o meia. “O Valdivia é o talento que não temos como substituir. As demoradas lesões dele gerou uma instabilidade em nós como comandantes, pois sabíamos que na sua função ele poderia nos dar algo de que muitas equipes carecem.”

Há um ano, Sampaoli conversava com Valdivia, ressaltando que ele estava em seus planos. A seleção, então, virou prioridade para o jogador mais caro do Palmeiras, que se atrasou na reapresentação do elenco para a pré-temporada alegando que treinava em Santiago. No primeiro semestre, o meia pouco jogou, mais uma vez vítima de lesões. Depois de julho, treinou raramente para atuar mais e, assim, voltou à seleção, mas se tornando desfalque para o Chile por problemas físicos.

Se Valdivia não tiver condições de ser convocado para o Mundial, o técnico aposta em outros setores. O atacante Alexis Sánchez, por exemplo, cresceu no Barcelona e na seleção. “O Alexis precisa estar entre os jogadores que fazem a diferença... Esperamos que mantenha este patamar, que o Eduardo Vargas consolide o que fez nas Eliminatórias, que o Arturo Vidal mantenha o futebol mostrado na Juventus... Se esses jogadores não continuarem jogando o que estão jogando, será muito difícil para o Chile.”

AFP
Talento de Valdivia é tão importante para Chile quanto o de Messi, mas meia do Verdão não está garantido na Copa
A preocupação de Sampaoli é com a expectativa dos chilenos em conquistar a Copa. “É como alguém querer algo de que necessita, mas que às vezes é inalcançável. Fico incomodado com o fato de que estejam com esperanças de que o Chile seja capaz de ganhar uma Copa do Mundo, já que imagino as dificuldades e as diferenças com outras seleções que realmente estão acima da nossa. Essa esperança é irreal”, definiu.

“Pensar que hoje somos favoritos a ganhar a Copa do Mundo é ilógico. Claro que pode haver várias situações que podem nos dar chances de competir e superar situações em que hoje nem pensamos, mas a história diz que as coisas sempre vão para o seu lugar, e os favoritos naturais são os de sempre. O Chile pode estar entre as surpresas”, apontou o treinador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade