Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

São Paulo confirma renovação e adia aposentadoria de Rogério Ceni

São Paulo (SP)

O São Paulo pôs fim ao mistério em relação ao futuro de Rogério Ceni. O goleiro, que cogitava se aposentar, acertou na manhã deste sábado a renovação de contrato com o Tricolor até 31 de dezembro de 2014.

“O Presidente Juvenal Juvêncio esteve na manhã deste sábado no CT da Barra Funda com uma missão mais que especial: estender a carreira do M1TO Rogério Ceni por mais uma temporada e assim encaminhar um São Paulo forte para 2014. O que a torcida, os dirigentes são-paulinos, o técnico Muricy Ramalho e os atletas do elenco tricolor esperavam ocorreu. Rogério Ceni assinou um novo contrato e defenderá o São Paulo pelo 24º ano seguido”, informou o clube, em seu site oficial.

SPFC - Site Oficial
Rogério Ceni assinou seu novo contrato em reunião com Juvenal Juvêncio no CT da Barra Funda
A indefinição em relação à carreira do ídolo tricolor vinha se estendendo há meses. O próprio atleta deixava claro que pensava em abandonar os gramados neste fim de ano, com o término de seu vínculo no clube. No entanto, diante dos apelos da torcida e também do técnico Muricy Ramalho, o capitão decidiu prolongar por mais um pouco a carreira.

Ceni completará 41 anos em janeiro e teve uma temporada difícil no São Paulo, convivendo com a ameaça do rebaixamento no início do Brasileirão. A má fase só acabou com a chegada de Muricy, substituto de Paulo Autuori. Antes, Ney Franco comandou o Tricolor e não teve boa relação com o goleiro, que fez críticas ao treinador depois de sua demissão.

Além disso, o capitão também amargou algo inédito na carreira, que foi a perda de quatro pênaltis consecutivos, diante de Bayern de Munique, Portuguesa, Criciúma e Corinthians. No entanto, depois da perda diante do maior rival, o goleiro foi protegido por Muricy, que elogiou sua fase defendendo a meta.

Apesar das dificuldades de 2013, o maior goleiro-artilheiro da história do futebol atingiu mais um recorde com a camisa tricolor, já que, diante do Botafogo, na 36ª rodada do Brasileirão, disputou seu 1.117º jogo pelo Tricolor, tornando-se o atleta a vestir por mais vezes a camisa da mesma equipe, superando Pelé.

Depois de ter atuado pelo Sinop, Rogério Ceni chegou ao São Paulo no dia 7 de setembro de 1990 e nunca mais saiu. Com a camisa tricolor, o goleiro balançou as redes 113 vezes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade