Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

São Paulo e Uruguai lamentam morte de Pedro Rocha

São Paulos (SP)

Atleta profissional entre 1959 e 1980, o uruguaio Pedro Rocha atingiu o ápice de sua carreira atuando pela seleção de seu país, São Paulo e Peñarol entre as décadas de 70 e 80. E, após ter morte confirmada na noite desta segunda-feira, aos 70 anos, por causa de atrofia do mesencéfalo, o ex-atleta já começou a receber homenagens das equipes em que marcou época.

“A mágica e a mística de Pedro Rocha estarão para sempre nas páginas de ouro da trajetória do São Paulo Futebol Clube, que se solidariza com a família, amigos e admiradores deste notável gênio da bola neste momento de dor e saudade”, afirmou o clube tricolor em nota oficial.

Pelo São Paulo, Pedro Rocha disputou 393 partidas e marcou 119 gols entre 1970 e 1977. Após encontrar dificuldades em se adaptar ao futebol nacional em seu início de trajetória, o meio-campista se tornou um dos principais jogadores da história do time tricolor ao conquistar os títulos do Campeonato Paulista (1971 e 1975) e Brasileiro (1977).

No Uruguai, por sua vez, Pedro Rocha foi o único atleta do país a atuar pela seleção em quatro edições da Copa do Mundo (1962, 1966, 1970 e 1974), tendo disputado 52 partidas ao todo. Além disso, ainda conquistou oito títulos nacionais pelo Peñarol, duas Copas Libertadores da América e dois Mundiais.

“Uma glória do futebol uruguaio, que parte para fazer parte da eternidade dos campeões que perduram como guardiões da história”, encerrou a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) em seu site oficial.

Natural da cidade de Salto, o ex-meio-campista passou seus últimos anos de vida em São Paulo e foi velado no Cemitério Crematório Memorial do Parque Paulista, em Taboão da Serra. O enterro será nesta terça-feira, às 17 horas (de Brasília).

Palmeiras também lamenta

Apesar de Pedro Rocha não ter tido passagem de sucesso pelo Palmeiras, o clube alviverde também lamentou a morte do ex-atleta através de sua página no Facebook. O uruguaio defendeu o time paulista em nove partidas em 1979 e marcou um gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade