Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

São Paulo encerra ano turbulento contra Coritiba em Itu

Bruno Oliveira e Luiz Felipe Fagundes São Paulo (SP)

Após temporada marcada por problemas dentro de campo e também nos bastidores, o São Paulo encerra seu calendário de jogos de 2013 neste domingo, às 17 horas (de Brasília), quando mede forças com Coritiba, no Estádio Novelli Júnior, em partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em situação tranquila na competição nacional, o clube tricolor espera finalizar o ano de maneira positiva antes de iniciar reformulação para 2014. Além disso, o time está animado pelas renovações do técnico Muricy Ramalho e do goleiro Rogério Ceni, anunciadas no sábado.

Presente na zona de rebaixamento em dez rodadas nesta edição do Campeonato Brasileiro, o São Paulo passou por uma das maiores crises de sua história recente e foi fortemente ameaçado de sofrer queda para segunda divisão. O time tricolor começou a competição sendo comandado por Ney Franco, que acabou substituído por Paulo Autori. A troca, porém, não deu resultado, e Muricy Ramalho foi contratado para assumir o comando da equipe em setembro.

Após o acerto com Muricy, o São Paulo conseguiu importante reação no torneio e eliminou risco de rebaixamento para segunda divisão. Atualmente, ocupa a nona colocação na tabela de classificação, com 50 pontos. Desde que retornou ao time tricolor, o treinador acumula retrospecto de dez vitórias, dois empates e seis derrotas.

“Devo agradecer aos torcedores. Quem me trouxe de volta foi a torcida. Os pedidos foram muito legais, mesmo em um momento ruim do clube em que tínhamos a missão de livrar do rebaixamento. A torcida abraçou o time e conseguimos sair dessa situação”, afirmou o técnico.

Apesar de o São Paulo já ter garantido permanência na elite do futebol nacional, a partida deste domingo tem grande importância para a competição. Detentor da 16ª colocação na tabela de classificação, com 45 pontos, o Coritiba ainda luta contra o rebaixamento, tendo um ponto de vantagem em relação ao Vasco, primeiro clube que cairia para Série B.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Cobrando melhores resultados em 2014, Muricy quer São Paulo "jogando forte" em Itu

“Sei da responsabilidade que temos. Estou no futebol há muitos anos e sei o que essas equipes estão passando. Por isso ninguém entrou de férias antecipadamente e estão todos trabalhando. Quem tiver condições entrará em campo e jogaremos duro”, completou Muricy Ramalho.

O time paranaense, por sua vez, tenta passar por tabus, como nove anos sem vencera equipe tricolor em São Paulo, ou viver na dependência dos adversários diretos, torcendo por seus tropeços. Apenas mais alguns ingredientes que se juntam a pressão sobre os jogadores do Coritiba, que tentam evitar a terceira queda para a Série B em menos de dez anos. Uma agonia que começou após a pausa para a Copa das Confederações, quando era líder da competição, e terá seu desfecho – trágico ou com alívio - no apito final da partida.

O técnico Tcheco, que não escondeu a satisfação com a respostada dada pelo time na vitória sobre o Botafogo, desta vez não deve fazer muito mistério e manter a formação com dois zagueiros e três volantes. A diferença na escalação estar no ataque. Deivid, que desencantou e voltou a ser destaque, recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática. Júlio César deve fazer dupla com Carlinhos.

Nesse cenário, o meio-campista Alex será uma exceção. Tcheco admite que a responsabilidade de manter o time na Série A cairá sobre os mais jovens, mas demonstra sua confiança nos escolhidos. "Os mais jovens que querem uma carreira de sucesso já estão passando por uma boa experiência. Tenho certeza que a nossa permanência na primeira divisão, alguns jogadores como o Luccas Claro vão ter um crescimento para o ano que vem, o próprio Diogo também", encerrou.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
São Paulo x Coritiba

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 08 de dezembro de 2013, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (SP)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA/Fifa) e Fabiano da Silva Ramires (ES)

São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Antônio Carlos, Rodrigo Caio e Reinaldo; Denilson, João Schimidt, Douglas e Paulo Henrique Ganso; Ademílson (Aloísio) e Luís Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Chico e Diogo Goiano; Willian, Júnior Urso, Gil e Alex; Carlinhos e Julio Cesar
Técnico: Tcheco

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade