Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Valcke elogia Fernanda Lima, alfineta Romário e se irrita com polêmicas

Marrakech (Marrocos)

Elogiada pela imprensa mundial após a apresentação do sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014, na sexta, Fernanda Lima teve sua performance no evento exaltada pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke. O dirigente, no entanto, muda de humor ao comentar as acusações de racismo e de armação no sorteio.

“A Fernanda Lima estava muito relaxada e fez muito bem o seu trabalho. Ela foi convidada para o Bola De Ouro pelo seu desempenho e também porque tem muitos brasileiros concorrendo”, relata. A brasileira participará do evento que premia os melhores da temporada como co-apresentadora, no dia 13 de janeiro, em Zurique (SUI).

Antes mesmo do sorteio na Costa do Sauípe (BA), rumores afirmavam que Fernanda e o marido Rodrigo Hilbert foram escolhidos após a Fifa vetar a participação de Lázaro Ramos e Camila Pitanga por estes serem negros – a entidade negou o fato em comunicado oficial. Após o evento, um vídeo que circula pela internet sugere que Valcke manipulou os resultados do sorteio. As acusações irritaram o dirigente.

"Poderíamos falar sobre varias coisas a situação dos times. O povo incrível, alguma discussão interessante. Não sobre uma coisa sem nexo e doentia, coisas estúpidas que pessoas escrevem para vender. Deveriam tentar saber a verdade antes de escrever. É uma historia insana, a mais estúpida, muito estúpida”, dispara.

Apesar de manter o tom crítico, Valcke voltou a demonstrar bom-humor quando perguntado se irá se tornar cidadão brasileiro após a Copa do Mundo, assim como fez na África do Sul, em 2010.

"Não sei se depois da Copa vão me deixar ser cidadão brasileiro. O Romário pelo menos não deixaria", brinca. O ex-jogador e agora deputado federal é um dos principais críticos a Valcke e Joseph Blatter, presidente da Fifa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade