Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Vasco tenta renovar com Adilson ainda nesta semana

Gazeta Press Rio de Janeiro (SP)

O vice-presidente de futebol do Vasco, Ercolino de Luca, recebeu uma missão do presidente Roberto Dinamite poucas horas depois da goleada de 5 a 1 sofrida para o Atlético-PR e que definiu o rebaixamento do time para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O dirigente foi orientado a acertar o mais rapidamente possível a renovação de contrato do técnico Adilson Batista, o que poderá acontecer até o fim desta semana. Um encontro entre as partes está previsto para acontecer na quinta-feira.

O trabalho de Adilson foi considerado positivo por Roberto Dinamite, que entende que o treinador fez o possível para evitar a queda. Na visão do presidente, o treinador ganhou os pontos que teria que ganhar e a queda só aconteceu por conta do mau desempenho no primeiro turno do Brasileirão e no início do returno. A amigos, Dinamite chegou a lamentar o fato de não ter demitido Dorival Júnior pelo menos umas três rodadas antes.

Adilson Batista deverá viajar para o Sul no fim de semana para passar o Natal com os familiares. Informou a viagem aos dirigentes para entender se existia o interesse da renovação. Ao ficar sabendo que o Vasco pretendia estender o vínculo, ex-zagueiro falou com amigos que deverá mesmo permanecer em São Januário. Em uma conversa preliminar, ele recebeu a promessa de que o elenco passará por uma reformulação, tendo inclusive contratações que passarão pelo seu crivo.

A diretoria do Vasco também pretende reduzir a folha salarial, que hoje gira em torno de R$ 4 milhões. A ideia é trabalhar com, no máximo, um pouco mais da metade deste orçamento. Contratações de impacto só serão feitas se o clube conseguir parceria nas empreitadas.

Além disso, alguns jogadores do elenco com salário considerado alto serão dispensados ou entrarão em acordo para terem o vínculo rescindido. O atacante Tenorio, que passou boa parte do ano no departamento médico, já foi avisado que não terá o vínculo renovado. O jogador, de 35 anos, deverá retornar ao futebol do Equador, onde tem propostas. Reginaldo é outro atacante que não deverá permanecer. Willie e André já foram afastados antes mesmo do término do Brasileirão, assim como o volante Sandro Silva e o meia Francismar. O zagueiro Renato Silva, o volante Fillipe Soutto e o lateral esquerdo Yotún também não deverão permanecer.

O lateral direito Nei e o volante Wendel serão procurados para negociarem uma redução salarial. Se não concordarem, serão emprestados ou envolvidos em outras negociações. Já o meia Marlone, pretendido por grandes clubes do futebol brasileiro, será realmente negociado para o clube poder fazer caixa. O jogador está bem encaminhado para defender o Cruzeiro em 2014 e na transação o Vasco pode ganhar algum reforço.

O gol é uma posição que vai passar por uma reformulação geral. Alessandro, Diogo Silva e Michael Alves não terão o vínculo renovado com o clube, que decidiu investir nesta posição e um nome experiente será contratado.

Do atual elenco, com a permanência garantida na próxima temporada, estão o lateral direito Fagner, os zagueiros Cris, Luan e Jomar, o volante Pablo Guiñazú, o meia Montoya e os atacantes Willie e Edmilson. O clube ainda tenta manter o volante Pedro Ken, mas não fará absurdos para isso.

A ideia da diretoria do Vasco é ter boa parte do elenco montado em 6 de janeiro, quando o plantel retorna das férias e começa a preparação para o Campeonato Carioca e para a Copa do Brasil.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade