Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Zidane exalta futebol brasileiro e define C.Ronaldo: "Monstruoso"

Costa do Sauípe (BA)

Aposentado dos gramados, o carrasco brasileiro nos Mundiais de 1998 e 2006, Zinedine Zidane, está na Costa do Sauípe-BA, para participar do sorteio final da Fifa, que define os grupos da Copa do Mundo em 2014. Em entrevista coletiva, o eterno meia da seleção francesa fez questão de exaltar o futebol brasileiro e elogiar Cristiano Ronaldo, com quem trabalha no Real Madrid, além de expor sua torcida pela Argélia, país onde nasceu.

“Para nós, o futebol brasileiro é um dos melhores do mundo. Jogam um futebol que eu amo. Cada vez que temos a chance de enfrentá-los é excelente. Sabíamos o que poderíamos fazer diante dessa camisa amarela, e que tudo seria complicado. Mas a minha geração teve a sorte de vencer. É a coisa mais bonita que nos aconteceu para jogadores da França: vencer o Brasil na final da Copa. Foi a cereja do bolo. Todos queriam essa final”, sintetizou.

Zidane aproveitou a oportunidade para relembrar a conquista do Mundial em seus domínios, deixando claro que o Brasil tem tudo para atingir tal façanha: “Com certeza foi umas das coisas mais importantes que aconteceram na minha carreira: jogar e vencer a Copa em casa. Em relação aos jovens, a equipe de seu país ganhar em casa é de uma grande importância. Espero que o Brasil consiga repetir o mesmo feito”, declarou.

Adiante, o ex-jogador fez questão de ressaltar as qualidades de Cristiano Ronaldo, ídolo da torcida merengue e da seleção de Portugal: “O que ele faz dentro de campo é monstruoso. Da forma como ele ganhou a partida diante da Suécia, quando muitas pessoas achavam que Portugal não passaria. Ele carregou a equipe nas costas. A honra é dele. Ele tem mostrado que é um excelente jogador. Tenho orgulho de estar ao lado dele. Vê-lo treinando, participando de tudo. É um grande profissional, que chega uma hora antes nos treinos. O que tem feito em campo é fruto de seu trabalho. É um exemplo e realmente carrega uma equipe, impulsiona”, completou.

Por fim, Zizou, argelino de nascimento, ainda expressou a torcida por sua terra natal e deixou claro que, durante o sorteio, espera que a França tenha pela frente adversários gabaritados: “Espero que consigam um bom desempenho na Copa do Mundo. É o meu pais do coração. Não vai ser fácil, mas vou ficar na torcida. Além disso, adoraria que a França pudesse entrar em um grupo mais difícil. Não queremos ouvir que só jogamos contra equipes menores ou pequenas. Queremos jogar contra os melhores e alcançar um algo mais. Não tenho medo de enfrentar equipes difíceis”, revelou.

AFP
Zidane declarou que espera adversários difíceis na primeira fase: "Não tenho medo"

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade