Atletismo/São Silvestre - ( )

Técnico de Kipsang quer preparar bicampeão para provas mais longas

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Edwin Kipsang correu sua primeira São Silvestre em 2012, não era cotado entre os favoritos, mas surpreendeu e conquistou o lugar mais alto do pódio. Em 2013, ainda com mais confiança, o queniano correspondeu às expectativas e ficou novamente com o título. Desta forma, com resultados cada vez mais expressivos, seu treinador deseja prepara-lo para provas mais longas.

Moacir Marconi, o Coquinho, é técnico e empresário de atletas estrangeiros, entre eles Kipsang. Para melhorar o desempenho de seus comandados, montou um centro de treinamento em Nova Santa Bárbara, interior do Paraná, e vem dominando as principais provas de ruas do país.

Com 25 anos, Edwin Kipsang chama a atenção do treinador pelo excesso de confiança, pois sempre se mostra muito otimista nas provas que compete. O ritmo forte ao longo de todo percurso também surpreende. A ideia de Coquinho é fazer com que o queniano possa disputar uma maratona já em 2015.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O treinador de Edwin Kipsang quer preparar o atleta para disputar provas mais longas nos próximos anos
“Em 2014, ainda vamos fazer um trabalho de meia maratona com ele, pois preciso que ele corra 59 minutos. A partir disso, em 2015, vamos iniciar outro trabalho para que ele corra maratonas no Brasil”, projetou o treinador, que já começou a preparar outros atletas de sua equipe para provas de resistência.

Para bater as metas de Coquinho, Kipsang terá que tirar dois minutos de seu tempo. Em maio de 2013, o atleta participou da Meia Maratona de Foz do Iguaçu e marcou 1h01min25. Segundo colocado na São Silvestre deste ano, o queniano Mark Korir, que treina ao lado de Kipsang, participou de sua primeira maratona em novembro de 2013, em Seul.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade