Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Seedorf chora em despedida do elenco: "Tinha vontade ajudar mais"

Rio de Janeiro (RJ)

Principal destaque do Botafogo nas últimas duas temporadas, o meio-campista Clarence Seedorf anunciou, nesta terça-feira, que encerrou sua carreira como atleta para assumir o comando técnico do Milan. Poucas horas depois de confirmar sua saída da equipe carioca, o jogador holandês foi ao Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em Saquarema, para se despedir de seus companheiros. Emocionado, o novo comandante da equipe italiana não conteve as lágrimas.

"Na vida, quando a oportunidade vem, você tem que pegar. E o futebol dá muitas chances de crescer como profissional e como homem. O que construímos aqui juntos é o que me dá tranquilidade para este novo desafio. Cada um de vocês me fez pensar e raciocinar. Agradeço a todos pelo apoio e por aceitarem meu jeito de ser. O mais importante foi a mentalidade que construímos. Meu sonho é sempre ver esse espírito vencedor. Tinha muita vontade de ajudar mais e tenho orgulho de ter feito parte deste grupo”, afirmou o meio-campista.

Contratado pelo Botafogo em julho de 2012, Seedorf conquistou o Campeonato Estadual de 2013 pela equipe carioca. Além disso, foi um dos responsáveis diretos pela campanha na última edição do Campeonato Brasileiro que recolocou o time alvinegro na Copa Libertadores da América depois de 18 anos.

"Apredendemos bastante com Seedorf, cresci como homem e como profissional. Ele deixa o grupo aceso e alegre. Que a saída dele nos sirva de exemplo da importância de ter alguém instigando e dando força para o grupo. Desejamos muito sucesso e que brilhe como treinador como brilhou como jogador", completou o goleiro Jefferson, que foi seguido pelo técnico Eduardo Húngaro.

"Seedorf tem a capacidade de deixar o grupo todo aceso. Esta foi a maior contribuição que nos deu. Pessoas como ele marcam. Não é à toa que conquistou tanto na carreira. Obrigado e muito sucesso", encerrou o treinador.

Satiro Sodré/Divulgação
Aos 37 anos, Clarence Seedorf deixa carreira de atleta para assumir comando do Milan

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade