Futebol/Libertadores da América - ( )

Aniversariante, Victor espera brincadeira e já pensa na Libertadores

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Hoje é dia de São Victor. O goleiro do Atlético-MG ganhou o status de santo após os milagres que ajudaram o Galo a conquistar o inédito título da Libertadores. Nesta terça-feira, o jogador completa 31 anos, e mesmo idolatrado pelo torcida alvinegra não deve escapar das ovadas e muita farinha dos colegas de clube para comemorar o aniversário.

"Faz parte, se alguém fizer faz parte. A gente acaba sacaneando que faz aniversário em outra data. Então tudo que for manifestação de carinho e amizade, desde que não seja muito violento, a gente acha normal e aceita numa boa", disse Victor, que vai tentar fugir dos colegas no treino desta tarde.

Peça fundamental na maior conquista da história do Atlético-MG, o jogador terá a missão de ajudar o clube a buscar o bicampeonato da América, mas Victor não espera moleza na Libertadores. O atleta entende que na Libertadores estão os melhores times de cada país, e que por isso, é complicado pensar em favoritismo.

“Difícil falar em favoritismo em um campeonato onde só os melhores de cada país disputam. O Atlético-MG entra com boas condições de brigar pelo título, mas temos que fazer por merecer. A gente sabe o quanto foi sofrido conquistar a Libertadores no ano passado”, declarou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade