Futebol/Campeonato Carioca - ( )

Apesar do empate, experientes do Botafogo veem evolução após estreia

Rio de Janeiro (RJ)

Com foco total na Libertadores neste início de temporada, o Botafogo utilizou mais uma vez sua equipe reserva pelo Campeonato Carioca. Desta forma, a equipe de General Severiano voltou a decepcionar. Em São Januário, o time alvinegro não passou de um empate sem gols diante do Bangu, somando apenas dois pontos depois de duas rodadas disputadas.

Os mais experientes do elenco alvinegro, no entanto, adotaram um discurso diferente. Ciente de que o Botafogo foi melhor no jogo, Renato lamentou o número de chances perdidas. “Nós tivemos oportunidades, mas, infelizmente, a bola não acabou entrando. Criamos chances no segundo tempo, o goleiro foi feliz em uma cabeceada minha, mas agora precisamos levantar a cabeça”.

O volante, porém, também ressaltou a melhora da equipe após a estreia, quando o Botafogo não passou de um empate, em 1 a 1, com o Resende. “Eu achei que fomos melhores com relação ao jogo passado, conseguimos envolver o Bangu, mas a bola não entrou. É complicado jogar terça e quinta, mas, por outro lado, também é bom para ir pegando o ritmo”, completou.

Sem tempo para descanso, o Botafogo volta a jogar nesta quinta-feira pelo Campeonato Carioca, em partida adiantada por causa de seu jogo pela pré-Libertadores, e o excesso de jogos no calendário preocupa. “É cansativo esse ritmo, mas a gente quer sempre estar à disposição. Me senti melhor do que no primeiro jogo, estava mais solto e mais entrosado”, destacou Rodrigo Souto.

No próximo compromisso do Botafogo, o treinador Eduardo Húngaro poderá colocar sua equipe titular pela primeira vez na temporada. Já de olho em sua estreia pela competição continental, o Glorioso encara o Madureira, nesta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), em São Januário.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade