Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após acusação, Rosell pensa em renunciar à presidência do Barcelona

Barcelona (Espanha)

Acusado de desviar dinheiro da compra de Neymar, o presidente Sandro Rosell poderá deixar o Barcelona. De acordo com o jornal espanhol La Vanguardia, o mandatário pensa em renunciar para “não prejudicar a imagem do clube”, e uma reunião nos próximos dias poderá definir seu futuro.

Na última segunda-feira, o diário El Mundo revelou que o Barça pagou 95 milhões de euros (R$ 305,9 milhões) para tirar o atacante do Santos, no meio do ano passado, ao invés dos R$ 183,54 milhões divulgados oficialmente. Boa parte desta diferença teria sido destinada ao pai de Neymar.

AFP
Com medo de prejudicar imagem do Barça, Rosell pensa em renunciar à presidência do clube
De acordo com a publicação desta quinta, o estatuto culé não prevê a renúncia de Rosell, a menos que ele seja condenado. Caso isto ocorra, o empresário poderá ser expulso da agremiação esportiva, perdendo até o direito de entrar no lendário Camp Nou.

Enquanto isto, representantes jurídicos do Barça tentam transferir o processo para Barcelona – atualmente, ele está em Madri, na capital espanhola. Porta-voz do clube, Toni Freixa continuou defendendo Rosell e companhia, só lamentando a “falha de comunicação” na hora de apresentar os valores.

Segundo Freixa, o Barça deveria ter especificado para onde iam todos os R$ 183,54 milhões. “É raro não poder dizer para onde vai o dinheiro; O resto são fórmulas de retribuição ao jogador, nas quais não existe o menor delito. São fórmulas que vários clubes utilizam”, defendeu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade