Futebol/Campeonato Paranaense - ( - Atualizado )

Após terceira derrota, paranistas se cobram por reação no Estadual

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube perdeu a terceira partida consecutiva no Campeonato Paranaense 2014, por 1 a 0, para o J.Malucelli, em plena Vila Capanema, e saiu de campo sob vaias do torcedor, que perdeu a paciência com a diretoria, comissão técnica e jogadores. O zagueiro Brinner, que voltou a jogar após acertar sua documentação, acredita que o resultado não refletiu a partida, mas admite que o Tricolor está se complicando na competição.

“Em uma bola eles fizerem o gol. Nós tivemos inúmeras chances. Agora temos que colocar os pingos nos is. Terceira derrota seguida e em uma competição de tiro curto temos que somar pontos. Mais uma vez perdemos pontos em casa”, afirmou o defensor, que espera dar a resposta à torcida paranista. “Eles vêm ao estádio para ver o espetáculo. Mas a gente faz o que pode. Só temos que pedir desculpas ao torcedor e trabalhar durante a semana”, emendou.

O volante Edson Sitta, por sua vez, quer o elenco se cobrando para já mostrar evolução diante do Operário. “Cada um sabe o que tem que melhorar, o que tem que ser corrigido. Tem que ser mais incisivo, tem que ter vontade de fazer o gol. Não adianta ficar tocando e não buscar o objetivo que é o gol. Nos segundo tempo até tentamos, mas o goleiro deles foi feliz. Temos que melhorar. Todo mundo tem que refletir”, concluiu.

Já o técnico Milton Mendes, bastante questionado, admite que dentro da partida faltou forças para reagir, mas neste momento o elenco precisa de apoio para reagir. “Estamos muito tristes. Não era o inicio que nós pretendíamos. Mas estamos trabalhando. O trabalho continua. Estamos fazendo algumas mudanças e é natural. A equipe depois do gol perdeu o norte, sentiu e se abriu taticamente Tentamos corrigir no intervalo e não surtiu efeito. Neste momento precisamos de segurança e passar isso aos jogadores”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade