Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Bom Senso rebate críticas de Vampeta e ironiza apoio a Del Nero

São Paulo (SP)

Um dia após Vampeta disparar críticas ao Bom Senso FC, o grupo rebateu e divulgou nota oficial afirmando que o campeão mundial com a Seleção Brasileira desconhece os objetivos do movimento de atletas. Hoje presidente do Grêmio Osasco Audax, o ex-volante disse que nada será mudado no futebol brasileiro com os protestos em campo.

“São todos meus amigos, mas discordo totalmente. Por que Rogério, Alex, Dida reclamaram antes? Vieram agora, com 39 anos. Daqui a dois anos nenhum deles estará em atividade. Parar o jogo um minuto, isso é bobagem. Não muda nada. Torço por melhor organização, calendário. Mas começou mal. Quero ver quantas vezes o Dida irá em reuniões”, opinou Vampeta em entrevista ao Sportv.

Em resposta, o Bom Senso FC se defendeu dizendo que a experiência dos líderes foi fundamental para a criação do grupo. “Todos passaram por momentos difíceis e sofridos no início de suas carreiras no Brasil. Por terem vivido os dois mundos, sabem o quanto estamos atrasados e como podemos melhorar. Dida, mencionado por você, e que é um dos atletas que sempre esteve presente em quase todas reuniões do grupo”, rebateu o movimento por meio de sua conta oficial no Facebook.

Outra acusação de Vampeta foi a suposta proteção aos grandes clubes brasileiros, em detrimento dos pequenos. “No Audax, os contratos são de quatro meses. É assim em todos os clubes menores. Nenhum deles recebe mais de mil reais. Por isso que eu discordo. Seedorf, que voltou para a Itália, Alex, Dida, Ceni, Paulo André. Todos ganham muito bem. Pego 500 mil reais e quero 60 dias de férias? Tem que jogar, a carreira é curta”, afirmou o ex-jogador.

O movimento rebateu e chegou a ironizar a reeleição de Marco Polo Del Nero como presidente da Federação Paulista de Futebol. Como presidente de clube, Vampeta teve direito a voto. “Nossa proposta inicial é justamente aumentar o número de partidas das equipes que jogam apenas o estadual durante a temporada, assim como o próprio Audax, que ele preside. Nenhum dos jogadores citados é do tipo que apoia ou vota em presidente de Federação que não propõe melhorias, mudanças ou contribuições importantes para todos os clubes, atletas e torcedores brasileiros”, diz a nota.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade