Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Botafogo quer internacionalizar a marca com patrocínio e amistosos

Rio de Janeiro (RJ)

Mauricio Assumpção, presidente do Botafogo, falou sobre os planos de internacionalizar a marca do clube. O dirigente citou que o acordo polêmico com a Telexfree, torneios amistosos na metade da temporada e até mesmo a criação de uma filial norte-americana podem fazer parte deste processo.

“Todos sabem do nosso desejo de internacionalizar a base e a marca. Há negociações para emprestarmos jogadores e disputarmos um torneio nos Estados Unidos na época da Copa do Mundo. Ficaram interessados. Esse acerto com a Telexfree é estratégico, porque a marca está há algum tempo naquele mercado. Estudamos a possibilidade de ter um time local jogando com a camisa do Botafogo. É um ano de experimentação do mercado para o Botafogo efetivamente estar lá em 2015”, disse o cartola em entrevista ao site oficial do clube.

O presidente botafoguense também não se mostrou preocupado com a polêmica sobre o patrocínio com a Telexfree, empresa impedida de atuar no Brasil pelo Ministério Público do Acre após acusações de ser um esquema de pirâmide financeira. Para Assumpção, o clube agiu dentro da lei, apesar das críticas da promotora do caso, Alessandra Garcia Marques, que classificou a parceria como “uma vergonha”.

“Assim que fomos procurados pela Telexfree Internacional, acionamos o nosso Departamento Jurídico, que fez todas as considerações. A preocupação da promotora é válida, mas não há problema para o Botafogo, tudo foi feito dentro da lei, inclusive passando pelo Banco Central. Estamos tranquilos. É uma empresa estabelecida nos EUA. A Torcida do Botafogo tem entendido e a própria juíza disse que, se o clube fez parceria com a empresa internacional, não há nada de irregular”, comentou o presidente alvinegro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade