Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Ceni protege Wellington e assume a culpa em último gol do Rio Claro

Helder Júnior São Paulo (SP)

O volante Wellington estava animado na terça-feira, dia de seu 23º aniversário e véspera da partida contra o Rio Claro. Dizia-se confiante após recusar propostas de Galatasaray, da Turquia, e Internazionale, da Itália, e pronto para recuperar definitivamente a confiança dos torcedores do São Paulo. Nem mesmo uma goleada por 6 a 3 nesta quarta-feira, no entanto, impediu que ele deixasse o gramado do Morumbi sob ofensas do público.

Aos 46 minutos do segundo tempo da partida contra o Rio Claro, Wellington se atrapalhou e não conseguiu afastar a bola da área do São Paulo após uma grande defesa do goleiro Rogério Ceni. O atacante André Luiz aproveitou para marcar o último gol do time do interior paulista no Morumbi.

Ao perceber a grande irritação dos torcedores com Wellington, Ceni tratou de sair em defesa do companheiro. Passou a mão na cabeça do volante e lembrou que o gol do Rio Claro ocorreu também por falha sua. “O maior erro foi meu. Eu saí jogando errado e entreguei a bola para o ataque deles chegar para marcar”, observou o veterano, repetindo mais de uma vez que era o culpado.

Com muito crédito com a torcida, ao contrário de Wellington, Ceni também se encarregou de conversar com o colega. “Ele não pode ficar brigando com a torcida, muito ao contrário. Erros e acertos acontecem dentro de uma partida de futebol”, simplificou.

O São Paulo mais acertou do que errou contra o Rio Claro. A goleada desta noite deixou o time entusiasmado (à exceção, talvez, de Wellington) para disputar clássico contra o Palmeiras na tarde de domingo, no Pacaembu. “É claro que o resultado dá moral antes de uma partida importante, contra um adversário que está bem. A atuação também foi boa para o Luis Fabiano ganhar confiança”, disse Rogério Ceni, lembrando os três gols do centroavante.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Wellington teve falhas decisivas em gols do Rio Claro, mas foi defendido pelo capitão são-paulino

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade