Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Clemer elogia atuação do Inter sub-23, mas ainda vê inexperiência

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A atuação do time sub-23 do Internacional nesta quarta-feira agradou o técnico Clemer. O treinador já previa que sua equipe teria dificuldades diante do experiente Novo Hamburgo, mas fez questão de ressaltar a entrega do seu grupo após a vitória por 2 a 1, no Estádio Vale, em partida válida pela 2ª rodada do Campeonato Gaúcho.

“Eu sabia que a gente ia sentir dificuldade enfrentando um grupo mais rodado. Mas o importante foi a nossa entrega. Eles estão de parabéns. Fizeram uma grande partida e conseguiram essa vitória com méritos”, resumiu o técnico. “Se eu citar alguns jogadores, vou ser injusto com os outros. Vejo a categoria de base do Inter como uma das melhores do Brasil. Em qualquer posição que precisar, podemos buscar alguém da base que dará resultado no time de cima”, completou o técnico.

Ainda assim, Clemer viu vacilos na sua equipe. O treinador pediu calma nos elogios ao time, que ainda considera inexperiente e sujeito a oscilações: “em algumas situações a gente dá uma vacilada. Faz parte do jogo. Tomamos um gol no começo do segundo tempo por erro de posicionamento. O grupo está um pouco verde, falta maturidade e rodagem. Mas é jogando que eles vão amadurecer cada vez mais”, entende o técnico.

O técnico ainda comentou as saídas de Forlán e Scocco do clube: “o Forlán eu não entendo porque não foi o mesmo jogador da Copa, e o Scocco eu não entendo a falta de adrenalina. Essas são as respostas. Vivi muito tempo no futebol e não tenho cara de trouxa”, disparou. Nesta quarta, em sua despedida do Beira-Rio, o uruguaio disse que não entendia porque foi reserva no fim do ano passado, período em que Clemer assumiu o comando do time principal.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade