Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Com salários a receber, Diogo vê queda da Lusa como mancha do futebol

William Correia São Paulo (SP)

Um dos jogadores que mais demonstraram nas redes sociais a revolta pelo rebaixamento da Portuguesa devido à decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após o final do Brasileiro, Diogo se mantém irritado, independentemente dos salários que ainda tem a receber da Lusa. Para o agora atacante do Palmeiras, o futebol do País ficou com uma mancha em 2013.

Como se tentasse conter as palavras ao ser questionado, o jogador abriu um sorriso expondo nervosismo. “Dou risada, mas não estou feliz”, explicou. “Tivemos um ano todo de trabalho, esforço, muito dedicação apesar de tudo que passamos. Cair desse jeito foi lamentável mesmo. Eu e todo o grupo ficamos tristes, foi um final de ano muito complicado. É uma pena, manchou até o futebol brasileiro.”

Diogo assegura que ninguém do elenco sabia do julgamento de Héverton, que atuou irregularmente na última rodada e, por isso, a Portuguesa perdeu quatro pontos. “Foi estranho. Nós nos preparamos a semana toda sabendo que o Gilberto seria julgado, mas não sabíamos que o Héverton não podia jogar, ninguém sabia. Isso até soa estranho”, comentou.

O atacante, porém, preferiu não atacar ninguém especificamente pelo ocorrido. “Não sinto raiva de ninguém. Não sei se gerou mancha no Fluminense ou no Tribunal. Só sei o que apresentamos dentro de campo e para todo jogador o que vale é dentro de campo. Foi um erro extracampo e não cabe a mim falar sobre isso”, limitou-se a dizer.

O jogador, formado e um dos destaques do clube do Canindé em 2013, foi ainda mais econômico, embora tenha admitido que a Lusa lhe deve salários. “Tenho pendências com a Portuguesa, mas deixo para resolver depois. Não é um momento bom para falar sobre isso. Estou muito feliz no Palmeiras”, esquivou-se.

Agência Inovafoto
Atacante contém irritação ao falar do rebaixamento do ex-clube (Crédito da foto: Marcello Zambrana/Inovafoto)

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade