Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Contra ilusão, Guto Ferreira promete trabalho, mas vê situação preocupante

São Paulo (SP)

Não é só com a sua situação fora do campo - polêmica sobre a escalação irregular do meia Héverton na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013 -, que a Portuguesa se preocupa em 2014. Ainda sem vitórias em três rodadas de Campeonato Paulista, a Lusa já liga o sinal de alerta dentro das quatro linhas. Após a derrota por 1 a 0 para o XV de Piracicaba, no último sábado, o técnico Guto Ferreira admitiu que o cenário do clube é preocupante.

“A situação da Portuguesa é bastante preocupante. Nunca neguei e nunca iludi o torcedor. Estamos trabalhando para conseguir e acreditamos que vamos conseguir, mas nunca demos a garantia. Só existe uma coisa a fazer: trabalhar”, disse Guto, comandante da equipe que, atualmente, ocupa a quarta colocação do Grupo C do Paulistão, a seis pontos da zona de classificação para as quartas de final.

O treinador ainda revelou um dos motivos de sua preocupação: a falta de jogadores experientes no elenco. Com a troca da diretoria e, principalmente, o provável rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro após a polêmica envolvendo a escalação de Héverton na última rodada do Brasileirão, o time do Canindé perdeu quase todos os seus titulares do ano passado, e só vem se reforçando com atletas jovens.

“Só ficou o Valdomiro, que tem 35 anos e se encontra em um processo de recuperação (da parte física) um pouco mais lento. É um grupo jovem, temos de buscar peças que possam dar experiência e dentro das condições financeiras da Portuguesa”, pediu, antes de acrescentar. “Mas não adianta ficar reclamando. Temos de trabalhar em cima das dificuldades. Estamos constatando, existe a consciência de que temos de melhorar”, encerrou.

Em uma crise que parece não ter fim, e ainda sem somar os três pontos em 2014, a Portuguesa volta aos treinos nesta segunda-feira, no CT do Parque Ecológico. O time inicia a preparação para encarar o Botafogo-SP, quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio do Canindé, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade