Futebol/Copa do Mundo de 2014 - ( - Atualizado )

Confiante, Dilma prevê “Copa das Copas”; Após crítica, Blatter volta atrás

São Paulo (SP)

A presidente do Brasil pareceu ignorar e, depois, convencer o maior dirigente do futebol mundial de que o País verde e amarelo tem capacidade de sediar a Copa do Mundo de 2014. Após as polêmicas delcarações do presidente da Fifa, Joseph Blatter, de que o Brasil é o País com mais atrasos para organizar um Mundial desde que ele assumiu o comando da entidade, Dilma Roussef usou a sua conta no twitter para defender os preparativos da competição em solo canarinho. No fim, o próprio Blatter concordou com a petista.

De acordo com a presidente brasileira, a demanda recorde pelos ingressos do Mundial dá indícios de que o País sediará a “Copa das Copas” em 2014. “A procura por ingressos para os jogos - a maior em todas as Copas - mostra que torcedores do mundo inteiro confiam no Brasil. Amamos o futebol e por isso recebemos esta Copa com orgulho, e faremos dela a Copa das Copas”, escreveu Dilma.

A presidente também ressaltou que todas as regiões do Brasil foram ‘contempladas’ com no mínimo uma cidade-sede e frisou que o torneio pode ser uma grande oportunidade de impulsionar o turismo no País. “Esta será a Copa de 12 cidades-sede, da Floresta Amazônica aos Pampas gaúchos; das montanhas de Minas às praias cariocas; das dunas do Nordeste à metrópole de São Paulo. Os turistas terão a oportunidade de conhecer este país multicultural e trabalhador”, afirmou.

“Os brasileiros começam 2014 confiantes que irão sediar a Copa das Copas. No Brasil, a Copa estará em casa, pois este é o país do futebol. Todos os que vierem ao Brasil serão bem recebidos, porque somos alegres e acolhedores”, acrescentou.

Ricardo Stuckert/CBF
Após presenciar o sucesso da Copa das Confederações, Dilma voltou a defender a organização da Copa do Mundo

Após tantos elogios, não restou outra alternativa ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, do que concordar com Dilma. Mesmo após criticar a organização do torneio, afirmando que o Brasil era o país-sede com mais atrasos na organização de uma Copa desde que ele assumiu o comando da entidade, o suíço voltou atrás e apoiou as declarações da mandatária. 

“Apenas 157 dias para a abertura da Copa de 2014, em São Paulo. Os preparativos estão a todo vapor nas 12 sedes. Brasil 2014 será um sucesso. Concordo com os comentários de Dilma sobre a Copa. O mundo todo está esperando pela Copa das Copas. O Brasil será um ótimo anfitrião”, disse o presidente da Fifa.

AFP
Joseph Blatter, que no domingo atacou a organização do Mundial, disse agora que a Copa no Brasil será um "sucesso"

Por fim, através de nota enviada pela assessoria de imprensa, o Ministério do Esporte também se pronunciou sobre as críticas anteriores de Joseph Blatter. O comunicado reafirmou a confiança da entidade no sucesso do Mundial. “As informações que chegam ao Ministério do Esporte, enviadas pelas autoridades encarregadas de preparar as cidades-sede para a Copa do Mundo, dão conta de que o país estará pronto a tempo”, disse.

“O Brasil trabalha na preparação do Mundial desde que foi escolhido para sediar o torneio. A procura por ingressos para os jogos - a maior em todas as copas - mostra que torcedores do mundo inteiro confiam que a Copa de 2014 será a melhor de todas que já foram realizadas”, encerrou a nota, com frase quase idêntica à utilizada anteriormente por Dilma.

Até aqui, somente seis dos doze estádios da Copa do Mundo de 2014 já foram entregues: Maracanã, Mineirão, Arena Fonte Nova, Arena Pernambuco, Arena Castelão e Estádio Nacional de Brasília. Ainda restam: Beira Rio, Arena Amazônia, Arena das Dunas, Arena da Baixada, Arena Corinthians e Arena Pantanal. O primeiro está em fase final de preparação, enquanto os outros cinco tiveram seus prazos prorrogados por mais alguns meses.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade