Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Dilma fala em "Copa das Copas" e Blatter acompanha otimismo

Zurique (Suíça)

Nesta quinta-feira, a presidente Dilma Rousseff esteve na sede da Fifa, em Zurique-SUI, onde se reuniu com o mandatário máximo da entidade futebolística, Joseph Blatter. Após a conversa, a governante realizou um pronunciamento conciso, onde minimizou os atrasos com os estádios da Copa do Mundo.

“A obra dos estádios é o mais simples. Podem vir ao Brasil. Vocês serão recebidos de braços abertos. Estamos preparados. O governo terá todo o empenho para que essa seja a Copa das Copas”, sintetizou, para o jornal O Estado de São Paulo.

Acompanhando o otimismo de Dilma, Blatter se mostrou tranquilo com o andamento das obras: “Essa será uma grande Copa. Não haverá problemas. No final tudo se resolve, principalmente no Brasil”, discorreu.

A concordância de discursos, no entanto, não foi unanimidade entre Dilma e Blatter. Recentemente, a Fifa declarou que o Brasil era o país mais atrasado nos preparativos de uma Copa do Mundo, pondo em xeque o sucesso do evento em 2014. Em resposta, a governante ressaltou, por Twitter, que o mundo inteiro confiava no potencial brasileiro.

Dilma está na Suíça para participar do Fórum Econômico Mundial, no município de Davos, e visitou a sede da FIFA com a companhia do ministro do Esporte, Aldo Rebelo. Por sua vez, Jérome Valcke, secretário-geral da Fifa, segue no Brasil, onde anunciou, recentemente, o investimento de 20 milhões de euros (cerca de R$ 47 milhões de reais) em projetos sociais, incluindo a construlão de minicampos.

AFP
Blatter seguiu o otimismo de Dilma: "No final tudo se resolve, principalmente no Brasil”, ressaltou

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade