Futebol/Copa da Inglaterra - ( - Atualizado )

Em clássico morno, Arsenal faz o simples, supera o Tottenham e avança

Londres (Inglaterra)

O Arsenal não precisou se esforçar muito para superar o Tottenham Hotspur, eliminar o rival e avançar à quarta rodada da Copa da Inglaterra. Neste sábado, em jogo aquém do esperado no Emirates Stadium, os comandados de Arsene Wenger jogaram para o gasto e, mesmo assim, não tiveram dificuldades para vencer o maior clássico de Londres por 2 a 0.

Os Gunners entraram em campo com um time misto. Jogadores como Mesut Ozil, Mertesacker, Podolski e Flamini ficaram apenas no banco de reservas. Ramsey e Giroud sequer foram relacionados. O Tottenham, por sua vez, colocou no gramado o que de melhor tinha disponível. O volante Paulinho, machucado, não jogou. Soldado, Lennon, Dembele, Eriksen e Adebayor, por outro lado, estiveram em campo.

Mas não fizeram muito. Mesmo longe de praticar o futebol que o colocou na liderança do Campeonato Inglês, o Arsenal dominou o confronto desde o início e não correu riscos em nenhum momento. Os gols do duelo foram marcados por Santi Cazorla e Tomas Rosicki, um em cada etapa. Com o resultado, o Tottenham amarga agora apenas uma vitória nos últimos 25 compromissos diante de seus maiores rivais no Emirates Stadium.

Além disto, os Spurs ficam de fora da Copa da Inglaterra e têm, agora, que concentrar as suas forças no Campeonato Inglês. O time ocupa a sexta colocação, a dois pontos da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Europa, e volta a campo no próximo sábado, às 13 horas (de Brasília), diante do Crystal Palace, no White Hart Lane. O Arsenal, por outro lado, segue vivo na FA Cup e lidera a Premier League, voltando à ativa somente na segunda-feira da semana que vem, às 18 horas (de Brasília), contra o Aston Villa, em Birmingham.

AFP
Líder do Campeonato Inglês, o Arsenal não teve dificuldades para eliminar o rival no Tottenham da FA Cup

O Jogo- Contando com o que de melhor tinha à disposição e motivado para vencer apenas a sua segunda partida nos últimos 25 jogos contra o Arsenal no Emirates Stadium, o Tottenham começou o jogo um pouco superior ao seu rival. Logo aos oito minutos, o meio-campista Eriksen, contratado por um caminhão de dinheiro na última janela de transferências, surgiu cara a cara com Fabianski, mas chutou em cima do goleiro, que fez bela defesa.

Após este lance, o que se viu foi um controle total do Arsenal. O time da casa passou a se estabelecer no campo de defesa adversário e a dominar o confronto. Aos 11 minutos, Walcott arriscou de longe, e o goleiro Lloris jogou para escanteio. Dois minutos depois, o rápido atacante inglês recebeu na entrada da área, chutou colocado, mas mandou para fora após desvio na zaga. Na cobrança de escanteio, Gnabry aproveitou a sobra, finalizou com força, e a bola passou muito perto do travessão.

AFP
Ex-Arsenal, o atacante congolês Emanuel Adebayor foi perseguido pela torcida no jogo
Já com o domínio das ações, os Gunners voltaram a levar perigo aos 24 minutos. Walcott, de novo, surgiu de frente para o gol, após linda triangulação no meio-campo, mas parou no arqueiro Lloris. Depois de tanta pressão, não tardou a sair o primeiro gol dos mandantes. Aos 29, Gnabry fez bela jogada pelo centro e rolou para Cazorla, livre no lado esquerdo, fuzilar no contrapé do goleiro francês: 1 a 0. A partir daí, o Arsenal manteve o controle do duelo e foi para os vestiários com uma vantagem mínima no placar.

No segundo tempo, as duas equipes pareciam dispostas a não correr riscos defensivos. O Tottenham até mostrava mais força ofensiva, mantendo a posse de bola próxima à meta adversária, mas pagou caro pela falha de um de seus defensores. Aos 17 minutos, quando os Gunners pareciam distantes do segundo gol, Rose – último homem da defesa – errou feio, foi desarmado por Rosicky, que carregou até a área e, frente a frente com Llloris, deu um toque com categoria, encobrindo o arqueiro: 2 a 0.

Se já estava difícil com o 1 a 0, os Spurs foram liquidados após o segundo tento. Passaram a assistir à troca de passes dos jogadores do Arsenal, que ainda se deu ao luxo de dar rodagem aos seus atletas. Na metade final da segunda etapa, Arsene Wenger sacou Vermaelen, Arteta e Wilshere, e colocou Mertesacker, Ozil e Flamini, respectivamente, em campo. Nos últimos minutos, ainda viu sua equipe jogar com um atleta a menos, já que Walcott sentiu uma lesão, e as três alterações já haviam sido feitas. A contusão, porém, não parece grave, já que, ao sair de campo carregado pela maca, o atacante sorriu e mostrou o 2 a 0 para a torcida do Arsenal, que, novamente, saiu do Emirates Stadium com um triunfo sobre o seu maior rival.

Reprodução/Twitter
Um dos destaques da partida, o atacante Theo Walcott deixou o gramado fazendo a festa com a torcida

Confira os resultados das partidas deste sábado pela FA Cup:

Arsenal 2 x 0 Tottenham Hotspur
Blackburn Rovers 1 x 1 Manchester City
Aston Villa 1 x 2 Sheffield Utd
Barnsley 1 x 2 Coventry
Bolton 2 x 1 Blackpool
Bournemouth x Burton *
Brighton 1 x 0 Reading
Bristol City 1 x 1 Watford
Charlton x Oxford Utd *
Crawley x Bristol Rovers *
Doncaster 2 x 3 Stevenage
Everton 4 x 0 QPR
Grimsby 2 x 3 Huddersfield
Ipswich 1 x 1 Preston
Kidderminster 0 x 0 Peterborough
Macclesfield 1 x 1 Sheffield Wed
Middlesbrough 0 x 2 Hull City
Newcastle Utd 1 x 2 Cardiff
Norwich 1 x 1 Fulham
Rochdale 2 x 0 Leeds
Southampton 4 x 3 Burnley
Southend 4 x 1 Millwall
Stoke City 2 x 1 Leicester
West Brom 0x 2 Crystal Palace
Wigan 3 x 3 Milton Keynes Dons
Yeovil 4 x 0 Leyton Orient

* Partidas adiadas para o dia 8 de janeiro devido ao mau clima

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade