Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Em homenagem a português Eusébio, Vasco decreta três dias de luto

Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco decretou luto de três dias no clube em homenagem ao craque português Eusébio, que morreu na madrugada deste domingo, aos 71 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Sem ligação direta com o ex-jogador, a diretoria tomou a iniciativa como forma de respeito às suas origens em Portugal.

No período, todas as sedes do clube estarão com as bandeiras a meio mastro. Eusébio nasceu em Moçambique, mas consagrou sua carreira em Portugal, defendendo a seleção local e o Benfica, onde se tornou ídolo.

Com a Seleção Portuguesa, Eusébio marcou dois gols na eliminação do Brasil por 3 a 1 na Copa do Mundo de 1966 e levou a equipe ao terceiro lugar, melhor posição da história do país no Mundial. O Pantera Negra, como foi apelidado, conquistou 11 títulos do Campeonato Português e foi uma vez campeão europeu pelo Benfica, durante os 15 anos que passou no clube.

Confira abaixo a nota oficial divulgada pelo Vasco em seu site oficial:

O Club de Regatas Vasco da Gama lamenta a morte de Eusébio um dos mais importantes jogadores de todos os tempos e decreta luto oficial de três dias pelo acontecido. Neste período as bandeiras estarão a meio mastro em todas as sedes do clube.

Eusébio da Silva Ferreira, 71 anos, faleceu no último domingo (05), em Lisboa, Portugal, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Eusébio teve passagem emblemática pela Seleção de Portugal, onde marcou 41 gols em 64 partidas com a camisa portuguesa. Na Copa do Mundo de 1966, o "Pantera negra", assim como era conhecido pelos torcedores, ajudou sua seleção a atingir a terceira posição do campeonato, marcando nove decisivos gols.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade