Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Em nota oficial, Santos acusa oposição por ataque a presidente

Do correspondente Diego Diegues Santos (SP)

Por meio de nota oficial, o Santos se manifestou sobre o episodio de agressão envolvendo torcedores santistas e o presidente Odílio Rodrigues, na madrugada da última quarta-feira, logo após o clássico diante do Corinthians. O Comitê Gestor do Peixe descartou a participação de torcedores e associados no ato que definem como ‘vandalismo’

“Nem torcedores e nem sócios. Essas pessoas eram vândalos”. Desta forma os dirigentes santistas definiram um pequeno grupo de pessoas que se manifestou com atos de violência, insultos e ofensas contra o presidente, Odílio Rodrigues, e alguns membros do Comitê Gestor.

A direção do Santos chegou a conclusão de que o ataque tenha sido tramado por grupos da oposição santista, lideradas por pessoas com intenções políticas, que já vem fazendo ameaças do Comitê de Gestão, há 4 meses. "Esse grupo vem pela internet e por meio de cartazes apócrifos, incitando a violência, ameaçando a integridade física e realizando ataques à honra dos membros do Comitê. Estamos certos de que a manifestação não guarda nenhuma relação com a entrevista que demos ontem e nem com a partida, porque há muitos meses isso já vem acontecendo", ressaltou o presidente.

O Santos está reunindo provas, pois câmeras do clube e de terceiros flagraram a ação dos agressores. O Comitê de Gestão decidiu que este assunto será tratado como caso de polícia.

Confira na íntegra a nota oficial do Santos:

"Nem torcedores e nem sócios. Essas pessoas eram vândalos”. Desta forma o Comitê de Gestão do Santos FC definiu um pequeno grupo de pessoas que se manifestou com atos de violência, insultos e ofensas contra o presidente, Odílio Rodrigues, e alguns membros do comitê que o acompanhavam na saída do portão 16, da Vila Belmiro, nesta madrugada (30), após a partida entre Santos FC e Corinthians.

O que era para ser um momento de festa e de alegria por conta dos 5 a 1, acabou sendo um momento de tensão para todos nós”, explicou o presidente. Na reunião semanal, na manhã desta quinta-feira, o Comitê de Gestão chegou a conclusão de que se trata de mais uma ação oportunista de um grupo de vândalos, lideradas por pessoas com intenções políticas, que já vem fazendo ataques aos membros do Comitê de Gestão, há 4 meses.

Esse grupo vem pela internet e por meio de cartazes apócrifos, incitando a violência, ameaçando a integridade física e realizando ataques à honra dos membros do Comitê. Estamos certos de que a manifestação não guarda nenhuma relação com a entrevista que demos ontem e nem com a partida, porque há muitos meses isso já vem acontecendo”, desabafou o presidente.

O Santos FC está reunindo provas, pois câmeras do clube e de terceiros flagraram a ação dos agressores. O Comitê de Gestão decidiu que este assunto será tratado como caso de polícia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade