Futebol/Bola de Ouro - ( - Atualizado )

Emocionado, Cristiano Ronaldo evita zebra e conquista Bola de Ouro

Zurique (Suíça)

Artilheiro do futebol mundial no último ano, Cristiano Ronaldo (Real Madrid) finalmente chegou ao seu objetivo e retornou ao topo do principal esporte do planeta. Em cerimônia realizada no Kongresshaus, em Zurique (Suíça), nesta terça-feira, a Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa) e a revista France Football deram a Bola de Ouro ao atleta português, que superou o atacante Lionel Messi (Barcelona) e o meio-campista francês Franck Ribéry (Bayern de Munique) na final.

Autor de 69 gols em 59 partidas em 2013, Cristiano Ronaldo, de 28 anos, era apontado pela imprensa internacional como grande candidato ao prêmio e recebeu 27,99% dos votos. Tetracampeão da Bola de Ouro, Messi ficou em segundo, com 24,72%, enquanto Ribéry, que conquistou cinco títulos pelo time alemão na última temporada e ainda foi eleito Melhor Jogador da Europa, completou o pódio, com 23,36%.

“Obrigado aos meus companheiros de Real Madrid e de seleção. Sei o quanto lutei para ganhar esse prêmio de novo. Se esqueci de alguém, me desculpe, mas acabei me emocionando. Obrigado a todos”, afirmou o atacante, que chorou ao discursar depois de receber o troféu das mãos de Pelé.

Esta não é a primeira vez que Cristiano Ronaldo recebe a premiação da Fifa e da publicação francesa. Em 2008, quando conquistou a Liga dos Campeões da Europa, o Mundial de Clubes e o Campeonato Inglês pelo Manchester United, o atacante já havia recebido a Bola de Ouro. Agora, o atleta do Real Madrid supera o ex-meio-campista Luís Figo, vencedor em 2001, como português com maior número de títulos deste prêmio.

AFP
Com seu filho no palco, Cristiano Ronaldo não conteve lágrimas ao receber sua segunda Bola de Ouro

Sem nenhum troféu coletivo conquistado pelo Real Madrid na última temporada, Cristiano Ronaldo igualou o feito de Ronaldinho Gaúcho, que também recebeu a Bola de Ouro em 2004 sem conquistar nenhum título pelo Barcelona. Assim como o atacante, o meio-campista, atualmente no Atlético-MG, ganhou a premiação em duas oportunidades (2004 e 2005).

Desde que a Fifa criou o prêmio de Melhor Jogador do Mundo, em 1991, o Brasil conquistou o troféu em oito anos, sendo o país com mais êxito. Ronaldo (1996, 1997 e 2002), Ronaldinho Gaúcho (2004 e 2005), Romário (1994), Rivaldo (1999) e Kaká (2007) são os jogadores nacionais que triunfaram. Neymar (Santos e Barcelona) foi o melhor representante neste ano, ficando em quinto, atrás ainda do centroavante sueco Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain).

Atleta profissional desde 2001, quando alcançou o time principal do Sporting, Cristiano Ronaldo ganhou destaque internacional no Manchester United, onde chegou em 2003 contratado por 15 milhões de euros (R$48 milhões) em negociação com o clube lisboeta. Apontado como uma promessa pelo então treinador Alex Ferguson, o atacante se desenvolveu ao longo dos anos e, em 2008, foi eleito pela primeira vez melhor jogador do mundo pela Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa).

Valorizado pelo prêmio concedido pela entidade máxima do futebol mundial, Cristiano Ronaldo foi negociado com o Real Madrid, em 2009, por 94 milhões de euros (aproximadamente R$ 300,8 milhões). Na equipe branca, o jogador português conquistou o Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Espanha. Além disso, marcou 232 gols em 223 partidas. Ao todo, são 400 gols em sua carreira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade