Futebol/Bastidores - ( )

Fifa nega que Copa de 2022 não será realizada no verão do Catar

São Paulo (SP)

Pouco depois de Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, declarar a uma rádio francesa que a Copa do Mundo de 2022 não seria realizada na metade do ano – quando é verão no Catar -, a entidade máxima do futebol mundial emitiu uma nota para negar a informação do francês.

Segundo a Fifa, Valcke expressou uma opinião pessoal, que não teria qualquer influência sob a decisão oficial, delegada ao Comitê Executivo da entidade.

A Fifa argumentou que não tem pressa pelo fato de ainda faltaram oito anos até a realização do Mundial. A possibilidade de mudança foi levantada por Valcke e Joseph Blatter, presidente da entidade, por causa das fortes temperaturas do verão catarino, quando os termômetros chegam a marcar 50 ºC.

A mudança de data é bastante polêmica, já que todas as candidaturas do processo de escolha da sede previam a Copa nestes meses. O presidente da Federação Australiana de Futebol, Frank Lowy, é um dos que não concordam com a mudança e promete cobrar indenização da Fifa caso as datas do Mundial em questão sejam alteradas. Ao lado de Estados Unidos e Coreia do Sul/Japão, a Austrália foi um dos países derrotados pelo Catar na disputa para sediar o evento.

O país sede garante ter condições de receber a Copa do Mundo mesmo durante o verão, assegurando refrigeração nos estádios, enquanto a Fifa afirma que todas as federações assinaram documentos dando carta branca à entidade, que é a única responsável por escolher as datas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade