Futebol/Copa São Paulo de Juniores - ( - Atualizado )

Flamengo perde dois pênaltis, mas vira sobre o Noroeste em Bauru

Bauru (SP)

Na tarde desta quinta-feira, o Grupo I da Copa São Paulo de Futebol Júnior entrou em sua última rodada. No estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, o Flamengo protagonizou uma virada heroica sobre o Noroeste, pelo placar de 3 a 2. O clube da Gávea estava perdendo por 2 a 0 até os 15 minutos da segunda etapa, mas construiu o triunfo com gols de Thiago Santos e Rafael Dumas, duas vezes. O Urubu ainda desperdiçou dois pênaltis, com Romário e Jajá.

Com o resultado, o Flamengo se classifica para a próxima fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, já que o Aquidauanense-MS, mesmo vencendo o Santo André por 1 a 0, não atingiu o saldo de gols necessários para conquistar a liderança. Agora, o clube sul-matogrossense, com sete pontos, espera o final da primeira fase para definir sua classificação histórica ao estágio de mata-mata, visto que nenhum clube de seu estado chegou a tal posto.

O jogo – Após empatar com o Aquidauanense-MS por 1 a 1, o Flamengo voltou a campo determinado a conquistar o resultado positivo e pressionou o Noroeste. Aos três minutos, Renan Donizete cruzou fechado e viu a bola passar rente à trave esquerda de Guilherme. Dois minutos mais tarde, Cafú avançou pela ponta direita e exigiu boa defesa do arqueiro alvirrubro, em finalização firme. Porém, com sete jogados, o Rubro-Negro teve sua situação mais clara de gol desperdiçada. Após pênalti em Thiago Santos, Romário tentou deslocar o arqueiro da Locomotiva, mas chutou para fora.

Como castigo, o Flamengo sofreu o gol dois minutos após perder a penalidade máxima. Em cobrança de escanteio na direita, Douglas bateu fechado e anotou um tento olímpico, surpreendendo o goleiro Thiago. O placar fez com que o Noroeste crescesse na partida, criando novas chances de ampliar o marcador. Aos 36 minutos, Aguiar, o camisa 9 da Locomotiva, puxou o contragolpe rápido e serviu Caetano, mas viu seu companheiro carimbar o travessão do Urubu.

No início da segunda etapa, o Noroeste voltou a surpreender e ampliou o placar. Douglas arriscou de muito longe e viu o goleiro Thiago protagonizar uma falha memorável: o arqueiro rubro-negro tentou segurar a bola, mas não foi com firmeza para o lance e viu a pelota entrar lentamente nas redes.

Aos 15 minutos, Aguiar é lançado em velocidade e sofre a carga do defensor Nicollas, último homem da zaga rubro-negra. Porém, o árbitro nada marcou. Dois minutos mais tarde, o Flamengo diminuiu o placar. Em cobrança de falta na meia direita, Cafu exigiu boa defesa de Guilherme e viu Rafael Dumas, no rebote, balançar as redes do Norusca.

Com 18 jogados, o Flamengo desperdiçou um novo pênalti. Após ser acionado, Jajá tentou o passe para Cafú e teve sua assistência cortada pelo defensor Andreone, que utilizou o braço. Na cobrança, Jajá bateu rasteiro, no canto direito, mas parou em boa defesa de Guilherme. Porém, o arqueiro da Locomotiva nada pôde fazer para evitar o empate rubro-negro. Como uma repetição do primeiro tento, Cafú cobrou a falta e, no rebote do goleiro, Rafael Dumas estava lá para balançar as redes.

A virada rubro-negra veio aos 44 minutos, com Thiago Santos. Após ser acionado na área, o atacante teve calma para dominar e tocar na saída de Guilherme, protagonizando a virada heroica do Flamengo em Bauru.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade