Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Fluminense é derrotado pelo Madureira em sua estreia no Carioca

Rio de Janeiro (SP)

Em jogo que marcou os retornos do técnico Renato Gaúcho e do meia Darío Conca, o Fluminense foi derrotado pelo Madureira por 3 a 2, na tarde de sábado, em Moça Bonita, pela primeira rodada do Campeonato Carioca. Os gols foram marcados por Robert,Carlinhos e Allan para a equipe de Conselheiro Galvão e por Leandro Euzébio e Michael para o Tricolor das Laranjeiras. Com a vitória, o Madureira quebrou um jejum de sete anos diante do adversário.

O resultado foi merecido porque o Fluminense mostrou uma equipe desentrosada e que cansou na metade do segundo tempo. Conca, de volta ao time depois de dois anos no futebol chinês, teve a disposição habitual, mas foi muito bem marcado e acabou também caindo de rendimento. O Madureira mostrou um time bem armado que conseguiu suportar a pressão do adversário, conseguiu reverter o marcador e ainda criou vários momentos de perigo.

Na próxima rodada, o Fluminense enfrentará o Bonsucesso, em Moça Bonita. O Madureira vai encarar o Boavista, em Bacaxá.

Photocamera
O Fluminense tropeçou na reestreia do argentino Darío Conca, a grande contratação para a temporada
O jogo - A partida começou com o Madureira no ataque. Antes do minuto inicial, o goleiro Diego Cavalieri fez a primeira defesa, parando uma cabeçada de Robert após cruzamento de Marquinhos. O Fluminense encontrava dificuldades para tocar a bola no meio-campo, por causa da marcação do adversário e do péssimo estado do gramado. Conca centralizava as jogadas, mas era vigiado de perto pelos volantes do Madureira.

A primeira grande chance de gol aconteceu aos nove minutos. O lateral esquerdo Ronan arrancou e cruzou para a entrada de Wagner, que chegou atrasado para concluir livre diante do gol.

Mesmo atuando de forma defensiva, o Madureira marcou o primeiro gol da partida e do Campeonato Carioca. O atacante Robert recebeu a bola na intermediária, caminhou sem ser incomodado e mandou a bomba no ângulo direito, sem qualquer chance de defesa para Diego Cavalieri.

A vantagem do Madureira durou apenas dois minutos. Aos 15, depois de cobrança de escanteio efetuada por Conca, a defesa se atrapalhou com o goleiro Jonathan e a bola sobrou para o zagueiro Leandro Euzébio empurrar para o gol. O goleiro do Madureira se contundiu na jogada e acabou sendo substituído.

O time de Conselheiro Galvão não mostrou ter sentido o gol de empate e quase desempatou aos 21, em cabeçada de Alan que passou perto da trave direita.

Conca era saudado pela torcida sempre que tocava na bola. E o meia argentino foi fundamental para a marcação do segundo gol, aos 28 minutos. O meia argentino fez um lançamento perfeito para Rafael Sobis, que tocou para Michael bater de primeira, de pé esquerdo, para anotar o segundo gol. Foi o primeiro gol de Michael após suspensão de oito meses por doping. Ele ficou muito emocionado e foi efusivamente festejado pelos companheiros.

O Madureira continuou sem se abalar com a vantagem alcançada pelo adversário e acabou premiado com o gol de empate, aos 37 minutos. Carlinhos recebeu inteiramente livre na entrada da área e chutou rasteiro para anotar o segundo gol da sua equipe. Os dois times reduziram o ritmo e passaram a tocar a bola com mais lentidão, principalmente por causa do forte calor em Moça Bonita.

Não houve alterações no intervalo. E a primeira jogada de perigo da segunda etapa aconteceu em investida do lateral Ronan, que penetrou em velocidade da esquerda para o meio, mas foi derrubado antes de entrar na área. Na cobrança ensaiada, Conca rolou para Rafael Sobis, que concluiu muito mal.

Aos cinco minutos, o Madureira marcou o terceiro gol. Carlinhos cobrou falta, o goleiro Diego Cavalieri hesitou na saída e a Allan completou para o gol. Dois minutos depois, o time de Conselheiro Galvão perdeu ótima chance para marcar o quarto gol, quando Bruno Tiago recebeu livre na área e chutou para fora.

O Fluminense parecia desconcertado em campo e seguia encontrando muita dificuldade para armar jogadas ofensivas. Conca continuava muito vigiado e ninguém aparecia para ajudá-lo na armação.

Aos 12 minutos, nova falha de marcação permitiu que Allan recebesse livre para chutar, mas Cavalieri fez boa defesa. Logo depois, o lateral Luiz Paulo avançou sem ser incomodado e chutou, mas a bola bateu na trave esquerda, depois de encobrir o goleiro Diego Cavalieri.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Renato Gaúcho decidiu trocar o meia Wagner pelo atacante Biro Biro. Aos 17 minutos, o Fluminense teve a chance para empatar. Após cobrança de escanteio, Leandro Euzébio subiu sem marcação e cabeceou para fora.

Depois da parada técnica e de mais um susto com um chute de Allan, Renato mexeu novamente na equipe e colocou o atacante Chiquinho, contratado recentemente, no lugar do lateral Ronan.

O Madureira reforçou o sistema defensivo com a entrada de Leozão na vaga de Allan e recuou para tentar segurar o resultado, mantendo apenas Robert na frente. Mesmo assim, o time suburbano seguiu criando as melhores chances – como aconteceu aos 28 minutos, quando Bruno Tiago fez boa jogada individual, mas bateu por cima do travessão.

Conca mostrava cansaço e não conseguia espaço para fazer lançamentos para o ataque, diante da severa marcação imposta pelo Madureira. Aos 40 minutos, o meia argentino bateu falta, mas a bola saiu. Nos minutos finais, o Fluminense pressionou em busca do gol de empate, porém o goleiro Yan apareceu bem e garantiu os três pontos para o Madureira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade