Futebol/Copa São Paulo de Juniores - ( - Atualizado )

Fluminense faz do Sabiá uma presa fácil e aplica goleada por 7 a 2

São José do Rio Preto (SP)

Sob o forte calor de São José do Rio Preto, no estádio Benedito Teixeira, o Fluminense conseguiu sua segunda vitória na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Diante do Sabiá-MA, o Tricolor aplicou o placar de 7 a 2. Após abrir quatro gols de vantagem, os comandados de Marcelo Veiga viram o clube maranhense marcar dois gols. Primeiro, com Luquinha, encobrindo o goleiro Matheus em grande estilo. Depois, com Chiquinho, que cobrou falta no ângulo esquerdo dos cariocas. Porém, nos minutos finais, Denílson, duas vezes, e Lucas, deram números finais ao triunfo expressivo do clube das Laranjeiras.

Com o resultado, o Fluminense chega aos seis pontos, continuando na liderança do Grupo C. Por sua vez, o Sabiá segue na lanterna, com nenhum ponto somado. Na última rodada, o Tricolor mede forças com o América-SP, às 21 horas (de Brasília), no estádio Benedito Teixeira. Duas horas antes, o clube maranhense, já eliminado, terá pela frente o Confiança-SE, na partida preliminar.

O jogo – Desde os instantes iniciais, o Fluminense pressionou o Sabiá, que se limitava a povoar o campo defensivo. Aos 10 minutos, em contragolpe rápido, Gabriel Pereira serviu Denílson, que exigiu uma defesa em dois tempos de Ruan após finalização firme. No minuto seguinte, foi a vez do meia Gustavo Scarpa concluir forte e obrigar o goleiro a espalmar para escanteio.

Com 30 jogados, o Fluminense desperdiçou sua chance de gol mais nítida. Após boa jogada na ponta esquerda, Gabriel Pereira invadiu a área e cruzou com precisão na segunda trave. Gustavo Scarpa estava pronto pra finalizar de canhota, mas o afobado Gérson entrou no lance, cabeceou a bola e encobriu a meta de Ruan. Após a jogada, o camisa 10 tricolor ficou na bronca com o companheiro.

Após um amplo domínio técnico e tático, os comandados de Marcelo Veiga, enfim, inauguraram o marcador. Aos 32 minutos, Denílson foi acionado na ponta direita e cruzou para Gabriel Pereira, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro Ruan em sua finalização.

Com a vantagem em mãos, o Fluminense fez do Sabiá uma presa fácil. Aos 37, após tabelar com Gabriel Pereira, o lateral Leonardo invadiu a área e desferiu um chute potente, que estufou as redes maranhenses. O terceiro gol veio três minutos mais tarde, com o defensor Chicão, contra. O jogador desviou um cruzamento de Breno, na primeira trave, e minou o seu próprio arqueiro.

Aos 13 minutos da etapa complementar, o Fluminense anotou seu quarto gol. Após ser acionado por Denílson na área, Gustavo Scarpa tentou driblar o goleiro Ruan e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, Gérson cobrou com categoria, colocando a bola no canto esquerdo e vendo o arqueiro pular no lado oposto.

Com 21 jogados, em grande estilo, o Sabiá anotou seu primeiro gol na história da Copinha. Em contragolpe rápido, Luquinha foi acionado na ponta esquerda, invadiu a área e venceu o goleiro Matheus com um toque por cobertura. O gol motivou a equipe do interior maranhense, que voltou às redes aos 39 minutos. Em cobrança de falta, Chiquinho colocou a bola, caprichosamente, no ângulo direito dos cariocas. Porém, aos 44 minutos e 47, Denílson anotou mais dois gols, e viu Lucas, aos 51, fechar o placar, selando o triunfo expressivo do Tricolor.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade